sexta-feira, setembro 25, 2009

Tempestade de Poeira - Testemunho do meu filho



Life on Mars


O Estado do nascer do Sol amanheceu irreconhecível nesta quarta-feira, 23 de setembro de 2009. Uma tempestade de poeira encobriu o céu de Queensland a partir do início do dia, substituindo o tradicional azul celeste por um marrom escuro e obrigando o comércio a fechar as portas mais cedo. Em Brisbane, às 9h30 já se observava no horizonte os efeitos dessa tempestade, a mais extensa e densa vista nos últimos quarenta anos, conforme especialistas locais.

Em Sydney, capital de New South Wales, as consequências foram ainda maiores. O fenômeno climático, que assumiu tonalidade avermelhada na maior e mais importante cidade australiana, fez com que os aeroportos interrompessem suas atividades por tempo indeterminado. Nas ruas, o que se tem visto ao longo do dia é um desfile de máscaras, jaquetas e casacos utilizados pela população para proteger-se das 16 mil toneladas de poeira que a cada hora são carregadas pela tempestade.

De acordo com a imprensa australiana, o fenômeno, que abrange uma área que vai da capital Camberra à Mackay, no norte do País, tem origem em ventos de mais de 100 km/h oriundos do Outback, região desértica localizada no centro da Austrália. Para os residentes de Brisbane, conforme publicado no jornal MX, a tempestade transformou a cidade em um cenário de ficção-científica.

“Dead set, it looks like Doomsday or something out of science fiction, there’s this orange iridescent light. It’s like watching Independence Day or War of the Word’s. It’s an eerie, eerie thing… and I feel like having a shower”, disse um dos residentes ao periódico supramencionado, que estampou em sua matéria de capa a manchete Life on Mars.

Gabriel Pondé, de Brisbane (AUS), comendo poeira



As fotos abaixo registram o Kangaroo Point, Spring Hill e o centro da cidade, respectivamente, do ponto de vista de meu flat, na esquina da Queen com a Adelaide Street.


Australia Tempestade Areia
Brisbane, Kangaroo PointSpring HillAdelaide Street

10 comentários:

Maria disse...

A nossa televisão deu nos noticiários uma extensa reportagem, em que mostrava os vários tons da tempestade - do rosa ao amarelo - não sei se viste.
Mas Gabi teve a felicidade de ver um fenómeno que não se via há 70 anos e provavelmente não se volta a ver tão depressa.
E afinal, se ele até pedra come, areia não foi difícil... hehehehehe

Beijão, Amiga-irmã (e C+T)

A CONCORRÊNCIA disse...

Deve ser um fenómeno ao mesmo tempo magnifico e assustador. Sorte a de teu Gabriel por o ter presenciado.

Beijos grandes

carolmulek disse...

Le,
To passando só pra te desejar uma ótima semana!
Que ela seja repleta de bons momentos!
Beijos

Anônimo disse...

Lelete:

Muito bonito o texto de Gabriel, como sempre. As fotos estão muito interessantes. Matamos um pouco a saudade.
Lícia e Juraci

Leticia Gabian disse...

Maroca,
Está prevista outra tempestade, para hoje, segundo Gabriel. Ele tem sorte de não ser uma pessoa alérgica... Tenho pena de quem é! Já pensou?

Beijão

Leticia Gabian disse...

Isabelita,
Deve ser mesmo assustador, mas bonito de ver.
Meu filhote tem mais isso pra contar aos netos...Hehehe!

Beijo grande

Leticia Gabian disse...

Carol,
Os desejos de sempre e tenha um fim de semana colorido.

Beijo grande, minha querida

Leticia Gabian disse...

Lícia e Juraci,
Grande experiência a que ele está vivendo, em todos os sentidos.

Beijões

Maria disse...

Não tinha pensado nos alérgicos, não senhor! Pois é, eu (e tu!!!) estávamos tramadas, lá...

Beijão enorme, AIC+T

Ana Patudos disse...

Põe poeira nisso, amiga.
Fica bem
Ana Paula