segunda-feira, abril 23, 2007

Sobre aquele objeto de desejo (para reflexão)

De tanto que eu quis
já não sabia se era
querer ou mera teimosia



A aranha aprisiona o objeto de seu desejo. Cada fio da teia é como um braço forte. Será toda prisão uma morte?





A foto é de Zé
As palavras são de um momento só meu

23 comentários:

pitanga disse...

Não Letícia. Há prisões que sabem tão bem! A prisão dos braços do amado, a prisão nos olhos de quem seduz...ih ficava aqui a falar até à noite.

beijos de atual liberdade.

Leticia Gabian disse...

Pitanguita,
Na maioria das vezes, a vítima sucumbe ao emaranhado da teia.

Beijos nas asas do vôo livre de uma borboleta

Maria disse...

Não, Amiga.
Há prisões que são boas, que nós desejamos, que nós amamos, diria mesmo que não sabemos viver sem elas...
O teu Zé é um exímio fotógrafo...

Beijo grande
(que vai aumentando à medida da travessia)

pitanga disse...

Boa tarde Letícia Gabian!!

Tooon, hora da nostalgia!!! Lá em casa.

beijos

Leticia Gabian disse...

Maria, Maria!
Será mesmo? Mas, só se a prisão fizer parte do desejo... do contrário, não.

Beijo grande

Leticia Gabian disse...

Certo, Pitanguita,
Já vou por lá

Maria disse...

Claro, eu disse prisões que nós desejamos... que nós amamos...

Beijão

Leticia Gabian disse...

Maria, Maria!

Pois, pois.

Beijões

Késia Maximiano disse...

boa prisão...

Mário Margaride disse...

Olá Letícia!

Como diz a Maria, há prisões onde de certeza,ninguém fugiría.

O teu Zé de facto! É um verdadeiro artista, na arte de fotografar.

Belíssima foto! E um texto deliciso...

Beijinhos

Leticia Gabian disse...

Obrigada pela visita, Késia

Leticia Gabian disse...

Mário!
A prisão, quando consentida pode vir a ser uma festa.

Beijinhos

APC disse...

Talvez que toda a prisão seja a morte, sim... Da liberdade. E que todo o abraço em liberdade, seja a continuação dessa liberdade... Até um dia!
Já o querer, é o teimar na ilusão de que aquilo que queremos nos fará feliz, apenas porque somos infelizes não o tendo, teimando, por isso, em persegui-lo. interessará ter razão, ou apenas essa ilusão mesmo, feita de esperança, teimosia sim, e afecto?!
Mas isso sou só eu, claro! :-)))

Rodolfo N disse...

Hay prisiones bellas adornadas de amor. De esas que llenan el alma de felicidad.Esas prisiones dan vida!
Beijos!

Leticia Gabian disse...

Amiga-poema!
Como dizemos do lado de cá do oceano: o buraco é mais embaixo!

Beijões

Leticia Gabian disse...

Rodolfo,
Hay prisiones bellas, pero hay otras muy peligrosas.

Besitos

pitanga disse...

Letícia, boa tarde! Quando fores ao Pitanga, talvez não entendas o título. É que há algum tempo havia aqui um anúncio com um ex jogador do meu Porto, o Jardel, que tinha esse slogan. Pergunta ao teu Zé que ele explica.

beijos e há festa.

Maria disse...

Olá amiga

Passei por aqui.
Fiquei a ouvir-te...
Beijo grande

Leticia Gabian disse...

Pitanguita!
Vou por lá.
Beijocas

Maria disse...

Esta é a madrugada que eu esperava
O dia inicial inteiro e limpo
Onde emergimos da noite e do silêncio
E livres habitamos a substância do tempo

Sophia de Mello Breyner Andresen
Um beijo para ti, e um cravo vermelho

Leticia Gabian disse...

Maria, Maria!

"O dia inicial inteiro e limpo".

Vou guardar pra sempre.

Beijo grande

O Sibarita disse...

É né, aranha? Ah, as teias, né fia? kkkk

Hummm eu adoro as teias, a aranha, fico doidinho da silva, preso, extasiado... kkk

Então, está claro que no amor dou o melhor da minha seiva quando preso na teia... Valha-me Deus!kkkk

Oi estou tentando colocar o selo dos melhores blogues, ainda, não consegui, mas, vou chegar lá.

bjs.
O Sibarita

Leticia Gabian disse...

Cumpadi,
Há teias e há teias!
Falo das que te tiram o sangue, a cor, a vida.


Beijões