quarta-feira, junho 13, 2007

Dois momentos


(Em setembro de 2006)


Hoje quero compor uma letra
Que somente fale do amor
Que não chegou a acontecer

Quero cantar uma música
Como quem chora uma perda
Como quem chora o amor
Que só eu sonhei acontecer

E amanhã, dormirei a noite inteira


(Sou eu escrevendo pra mim mesma. Esse é o meu jeito de exorcizar o que não pode mais habitar dentro de mim)







Hoje quero compor uma letra
Que somente fale do amor
Que demorou a acontecer

Quero cantar essa música
Como quem chora de contente
Como quem ganha de presente
Esse amor tão lindo de viver

E amanhã, acordarei em teus braços, do sono de quem ama.

(Sou eu escrevendo pra nós dois. Esse é o meu jeito de gritar pro mundo o quanto me faz bem habitar em ti e saber-te em mim)






Os dois momentos em fotos são do meu Zé

27 comentários:

Jo§e disse...

Um jeito lindo de escrever dois momentos, dois momentos que nos contam como é bonito encontrar o amor, mesmo quando demora a acontecer.

Um beijo de quem ama

cm disse...

seja esse Hoje sempre renovado a cada amanhecer...um abraço

cm disse...

seja esse Hoje sempre renovado a cada amanhecer...um abraço

Garota Enxaqueca disse...

Oi, Leticia!!
Nossa... Adoro o seu blog! Tudo encaixa perfeitamente bem... =)

Só não venho mais porque às vezes meu pc trava e não quer abrir o seu cantinho por nada desse mundo...

=/

Bjus...

Leticia Gabian disse...

Meu Zé,
Obrigada por esse momento.
Outro beijo, também de quem ama

Leticia Gabian disse...

CM,
Obrigada por me desejar a renovação desse momento.
Outro abraço

Leticia Gabian disse...

Garota Enxaqueca,
Verdade? Trava o teu pc e não consegues entrar aqui? Puxa! É mesmo uma pena. Gosto muito da tua visita. Volta sempre.
Beijinhos

Alice disse...

Querida amiga... entre esse dormir a noite inteira e o acordar na deliciosa companhia do amor... eu escolhia a segunda... sem dúvida!
Como sempre... as tuas palavras são lindas!
Beijinhos para ti...

pitanga disse...

"Eu quero ser onde você
sossega a alma
Chora e ri
E encontra a calma pra sonhar,
sem dormir

Vem acender as luzes que iluminam o meu coração
Vem ter comigo sua parte
da amplidão
De minha parte eu estou, aqui".

É isso Letícia. E só.

beijos

Ana Patudos disse...

Ó amor é assim minha amiga, continua. O que sentes , como diagnóstico, não tem cura . :))
beijos
Ana Paula

Leticia Gabian disse...

Alice,
A escolha é bem fácil, não é?
Muitos beijinhois pra ti, querida

Leticia Gabian disse...

Que lindo Pitanguita!
Assim é mesmo o amor.
Beijocas

Leticia Gabian disse...

Ana,
Desejo continuar assim, sempre.
Cura! Pra quê?
Beijinhos, querida

Mário Margaride disse...

Querida Letícia,

São estes momentos que fazem de nós, o que somos.
Que fazem de ti, uma maravilhosa criatura. Uma grande poetisa. Uma excelente, e fabulosa amiga!

Não sei se tenho os adjectivos todos, para te definir. Tal é a tua versatilidade, e talento.
És a mulher dos sete instrumentos.

Um grande beijinho, querida amiga

O Sibarita disse...

Pois é minha Cumadi! Que bom que o primeiro momento evoluiu para um segundo momento auspícioso, pleno, apaixonante...

Que assim seja!

Ah, a lua kkkk eu também gosto muito viu? Faça fé!

bjs
O Sibarita

APC disse...

LINDA, essa confrontação das coisas... E essa coisa de hoje saber melhor amar; de hoje saber melhor o amor!

:-)))

Leticia Gabian disse...

Amigo Mário,
Assim eu fico muito boba!
E por falar em talentos, cadê os teus desenhos? Gostei tanto! Gostava de conhecer mais deles.
Beijinho grande

Leticia Gabian disse...

Cumpadi!
Ainda bem que evoluiu e esse momento há de ter a vida muito longa.

Sei bem que gostas da lua, só precisa ser mais carinhoso com ela.

Beijinhos

Leticia Gabian disse...

Amiga-poema!
Com toda certeza do mundo, hoje sei amar melhor.

Sinto a tua falta.

Beijão

Pepe Luigi disse...

Encantadora e maravilhosa poesia cantada na primeira pessoa e dedicada com muito amor ao teu amor da tua vida.
Belíssimas fotografias.

Um beijinho
do Pepe.

Leticia Gabian disse...

Muito obrigada, Pepe, pelas palavras tão bonitas.
Beijinhos

Fernando Pinto disse...

A da torre mergulhada na bruma está magnífica!

Beijinhos,
FMOP

Leticia Gabian disse...

Fernando,
Está mesmo.
Beijinhos

Maria disse...

Querida amiga

Pela primeira vez fiquei sem palavras. Porque elas, as palavras, estão todas nos teus dois poemas, assim
como que mergulhadas...

O "momento" da torre de belém é lindíssimo. Os meus parabéns ao Zé.

Para ti, um beijo muito apertadinho

Leticia Gabian disse...

Maroca,
Mesmo quando ficas sem palavras, consigo te perceber.
A foto da torre está mesmo um arraso, não é?

Muitos beijinhos

APC disse...

Também sinto sua.
Mas é que isto de blog não casa com a minha alma. Cada vez menos.
Se ao menos não fizesse diferença!...
Bom... No que mais importa não faz não, mas pode ser que aconteça que a gente se cruze menos à conta desse pormenor.
Todavia... É mesmo só um pormenor (um pormenor que nos cruzou os caminhos, por isso há que falar dele com respeitinho, lol), e a gente sempre arranja um jeito, nénão? E quando é, é como se nunca tivesse deixado de ser! :-)

Com amizade***

Leticia Gabian disse...

Verdade pura, amiga-poema. A gente sempre arranja um jeitinho, sim. Por mais que demore, sempre parece que foi ontem que nos falamos.

Beijocas