quinta-feira, setembro 18, 2008

Olha só o que eu encontrei na minha Caixinha de Recordações

Minha cadelinha Twiggy....Tanta saudade!


Eu, a "modelo" preferida do meu pai ("O Fotógrafo")






Adorava gargalhar (coisa de que até hoje gosto muito)


E até hoje sou doida por uma rede!






Olha que bem comportadinha.....Pero, nem tanto!
























Uma foto no meu local de trabalho



Tão magrinha que já fui......!
O primeiro "amor"!




Aguardem que tem mais!........


18 comentários:

Maria disse...

Minha querida Amiga-irmã

Ver as fotos e ler os teus textos dá-me uma enorme vontade de rir...
Se tinhas esse ar de "safadinha" (aqui não é ofensivo, aí não sei), como não desculpar outros assim, com o mesmo ar? Hehehehehehehehehehe
Deliciosa és tu!
Fico no aguardo de outras fotos...

(o primeiro amor era quase hippie....)

Beijos, Amiga-irmã

Leticia Gabian disse...

Maroca,
"safadinha" não é ofensivo, fique fria.
Olha, a minha caixinha de recordações tem é coisa....Tem muito ainda que rir, irmã!

O primeiro amor era hippie (de butique... hehehe!)

Beijo grande

zmsantos disse...

Tou na dúvida. Não sei se louve a "modelo", se o fotógrafo.
Bem, melhor louvar os dois, pois são espantosos!

Obrigado Letícia por partilhar connosco. Assim te vamos conhecendo amiga.

Beijos

A CONCORRÊNCIA disse...

Aguardamos ansiosamente pelo resto, Amiga.

Só vai faltando mesmo conhecermo-nos pessoalmente.

Beijo grande

Rogério Charraz disse...

Aqui vão meus comentários:

1º- Um amor de bebé! Mas com um ar que não engana, era "safadinha", com certeza....

2º- Também sou adepto de uma rede! Então depois de almoço...

3º- Eu acho que o primeiro amor tinha pinta de jogador da bola! Parece ponta direita do Fluminense...

Venham mais...

Pitanga Doce disse...

Eta que foste revirar o baú! Também tenho uma foto como esta última com este colorido meio rosado. KodaK, filha. Daquelas de carregar à manivela. hehehe

Sabes que tenho fotos que acho que sou mais bonita agora? Eu, hein?

beijos Letícia e "Paz e Amor, bicho"!

Leticia Gabian disse...

Zé Manel,
Tinha mesmo que conhecer e me apaixonar por um fotógrafo com alma (o meu Zé), pois adoro fotografia e as respectivas histórias aprisionadas nelas.
O meu pai era Ginecologista-Obstetra e fotógrafo, nas horas vagas. Ele mesmo revelava as fotos em casa, mais precisamente, no banheiro....imagina a fila que se formava do lado de fora?! Era um caos!!!!!!!

Beijão

Leticia Gabian disse...

A concorrência,
Xi....Tem um material imenso, amiga...! Vou perder um tempão fazendo uma seleção.

Em janeiro vamos nos conhecer pessoalmente...Ando ansiosa por isto.

Beijo grande, grande

Leticia Gabian disse...

Rogério,
1. Era mesmo muuuuuuuito safadinha! Não sei como me aguentaram!
2. Ai....Mas não tem nada melhor que uma rede, a qualquer hora! Depois do almoço...Com um ventinho batendo...Não há igual!!!!
3. Ledo engano, caro Watson, o primeiro amor era músico (um talentoso violonista), embora tivesse o maior jeitão com a bola...Era zagueiro (portanto: meio ponto pra ti)

Até a próxima!

Leticia Gabian disse...

Hehehe! Kodak mesmo, Pitanguita!!!!!!

Cada fase da vida da gente tem a sua beleza... Talvez a moda da vez estrague um pouco, quando vista anos depois. Mas, acho tudo muito engraçado!

Paz e amor bicho e muito pouco juízo, falou?!

Carol disse...

Leticia, minha querida

São deliciosas as fotos, uma breve fotoreportagem da vida de Leticia em menina e não só ....

A postura/pose sentada na cadeira com as mãos pousadas no joelho ... postura cândida com o sorriso traquina que te é tão característico ...

Depois mais crescida no local de trabalho .... boa pose descontraída

Olhando a imensidão do mar ...

Junto ao primeiro amor ...

Um denomidaor comun: a "nossa" Leticia sempre com o mesmo sorriso, a mesma boa disposição que nos encanta a todos

Um beijão enorme ... de um lado do oceano para o outro

Leticia Gabian disse...

Carolzinha,
Senti um gostoso calorzinho no coração com o teu "nossa Letícia". Adorei mesmo!

Acho muito gostoso remexer no baú e tirar de lá fotos-histórias. E olha que eu tenho um baú bem grande...!

Querida, são tantos dramas à nossa volta que o remédio é mesmo a boa disposição (como munição) pra não sucumbirmos ao caos que nos rodeia.

Como já diziam, desde sempre: rir é o melhor remédio


Beijo grande!

O Sibarita disse...

Ô minha cumadi que mal lhe pergunte essa cadela era vira-lata? kkkkkkkk Parece, viu? kkkkkk Toda imponente tirando onda, valha-me Deus! kkkkk

Quanto as suas fotos são reliquias, faça fé! É, continua bonitona e sorridente, eita mulher retada meu Deus, Se zangue não viu seu Zé! kkk

Oi a senhora fica dizendo que até hoje gosta de uma rede, e eu pergunto qual o baiano que não gosta? Até Maria que é lusa-baiana ja adora uma, imagine? kkkkkkkkkkk

Ai meu Deus, vão dizer por ai que Maria também é bicho preguiça igual a baiano por causa da rede! kkkkk

Também quem manda quando ela chega aqui não sair de uma rede? kkkkk Tô lenhado agora! kkkkkk

Recordar é viver, é isso minha querida Cumadi!

bjs
O Sibarita

Leticia Gabian disse...

Cumpadi,
Logo vosmecê, quem eu tanto admiro, com preconceito de raça canina? Minha cadelinha era mesmo filhote de pai e mãe de raças diferentes...Era misturadinha, como o nosso povo brasileiro é. E aí, vai encarar?! Afinal, "cachorro também é gente!"

Óia, meu Zé já tá ficando invocado com a sua pessoa....Toda hora me chamando de bonitona....Aiaiaiaiai!
Hehehe!

Como legítima baiana que sou, não posso negar a minha paixão por uma boa rede... É de lei!
Acho que a Maroca não gosta muito de rede, não...Se não me engano...Depois pergunto a ela. Mas, nem por isso ela deixará de ser a luso-baiana que é.

Abração!

Rogério Charraz disse...

Leticia, a propósito das actividades de seu pai, ele não tem nenhuma colecção intitulada "Fotos no Trabalho"?!?!

Leticia Gabian disse...

Hum... Rogério... Meu papi fotografava a família, as viagens e só. Falas das fotos do trabalho dele como Ginecologista, é? Quero crer...!!!!!!!

Então, hoje tem taverna? Que bom!!!!!

José Oliveira disse...

Acredito que o ser humano vive preso no presente e tenta libertar-se pelos seus sonhos, projectados no futuro. Mas nada o liberta mais do que rever fotos antigas... De repente apercebe-se de quem foi, logo, de quem é. Como se estivesse a reconhecer de novo um velho amigo com quem tinha perdido contacto. Por vezes isso acontece comigo. Serei o único? Bjs

Leticia Gabian disse...

Não é o único... Sou assim e conheço muita gente que também é.

Gostei da tua visita José Oliveira! Tanto tempo sem nos visitarmos mutuamente, não é? Senti falta de te ler.
Voltarei lá.

Beijo grande