sábado, junho 26, 2010

Questionamentos, dúvidas existenciais, pensamentos soltos, pensamentos encadeados, frases feitas, constatações, desabafos e outros bichos... ou apenas sopa de letrinhas

- Será mesmo verdade que só quem tem competência é que se estabelece? 
- Quantas opiniões favoráveis são necessárias para que alguém seja considerado bom naquilo que faz?
- Os povos de nações "irmãs" têm mesmo temperamentos muito diferentes.
- As relações sociais são tramadas.
- Os meus amigos de verdade fazem muita falta.
- O futebol e a cortina de fumaça podem ser considerados sinônimos? Será que dirijimos nossa atenção para onze pessoas, supostamente em equipe, lutando pelo controle da bola para lançá-la de encontro à rede, quando não queremos admitir a inexistência da trave(alvo, meta) em nossa própria vida?
- Será que eu revidava às mordidas que levava no jardim de infância? Se sim, desaprendi (?).
- Eu estava acostumada a acolher e ver acolhidas pessoas das mais diversas nacionalidades. 
- Será que as condições atmosféricas esfriam os corações das pessoas?
- A gente se reunia pra comer, beber, tocar, cantar. A gente convivia !!! Ôps...esqueci de dizer que assim era em Salvador!
- "Faz escuro, mas eu canto"...Humm...Será ?
- Quando eu crescer, vou ter o meu próprio palco, nem que tenha só aquelas duas pessoas pra me assistir!
- Vale a pena dar murro em ponta de faca?
- E os deuses disseram: faça a sua escolha, pois não se pode ter tudo na vida!
- Levei quarenta e nove anos pra saber o que é amar e ser amada.
- Verdade incontestável: não se pode agradar a lusos e baianos!
- Um dia, uma pessoa do tipo que fala exatamente aquilo que pensa me disse: 42 anos?...Você começou a cantar muito tarde....!!!!!!!
- Ô minha querida, você faz o quê com essas coisinhas lindas que pinta?
- É a crise....É a crise....!
- Tem dias, como hoje, que acordo com o desejo de tomar o primeiro expresso pra Salvador. 
- Aos cinquenta me dei de aniversário conhecer o homem da minha vida... Este presente põe de lado a vontade de apanhar o expresso.

-
-


Continua... (num outro dia menos ensolarado como o de hoje)



15 comentários:

Nadja Barros disse...

Interessante...

E agora, 'comofaz' com os próprios questionamentos que começaram a pipocar na cabeça???

;)

Leticia Gabian disse...

Não tive essa intenção, minha querida!
Pense com distanciamento e frieza e repita para si mesma que este não é o seu blog, nem o post é de sua autoria.
O seu momento é outro..."Sorria, você está na Bahia!".
Pense na sua mudança e em Vitinho que está por chegar!

Beijocas

Maria disse...

Só agora me dei conta de há quanto tempo te estou a ler...
Não tendo, por agora, nada mais para te dizer, deixo-te um abraço do tamanho do Mundo.

E um beijão, AIC+T

Carol disse...

Letícia, minha querida ...

Mesmo com tempestades, mesmo com reveses, mesmo com dias em que estamos mais introspectivos ... retenho do que disseste que ... nunca podemos agradar a todos ... que devemos estar sempre atentos para todos os sinais ... os positivos e negativos ... e de cada um deles tirar a melhor liçao ... e retem isto ... mesmo os amigos mais ausentes (neste caso refiro-me à minha pessoa !!! ;)) sabem muitissimo bem a pessoa fabulosa que és ... essa luz que emana de ti, tranquila, serena ... e muitas vezes deliciosamente "sapeca" (disse bem ? ;))
Por isso, minha querida ... mesmo nos momentos menos bom ... lembra que devemos fazer a jogada de ...

...Meia bola e força !! Um sorriso nessa cara e as nuvens feios vao dissipar-se !! :)

Beijocas gds, gds ... pô, já tenho saudades vossas ... MESMO !!! :)

Bjocas gds,

C.

arteminorca disse...

olá minha querida!
Grande amor esse que a faz viver neste país cinzentão!!! Entendo o seu sofrimento, apesar de ser portuguesa!!
Beijinho solidário!

zmsantos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
zmsantos disse...

Tudo dito pela Carol.

Eu vou conhecendo Salvador pela janela do teu coração. Não tenho a pretensão de ser amigo baiano. Serei apenas um luso que aos poucos vai agarrando o sotaque dessa amizade verdadeira.

Obrigado pela tarde/noite de Sábado.

Ah, e apesar da escuridão, canta, canta sempre, pois é a maneira que tenho de ouvir o mar quando estou longe dele.

Beijos (e abraços) no Zé e no Gabriel.

Leticia Gabian disse...

Maroca,
Acho que acabou por me ler com os meus olhos.

Beijão, AICeT!

Leticia Gabian disse...

Carolzita,

Entendo bem o que dizes, na maior parte do tempo. É que tem dias que... Fica difícil pra caramba!!!!!

Beijo grande, grande, grande, GRANDÃO MESMO!!!!!

Leticia Gabian disse...

Querida Lu,

O que mais me chamou atenção ao chegar em Portugal, mais precisamente em Lisboa, foi a luz. É única. É idílica, é cinematográfica, é fantástica!
E foi paixão à primeira vista.
Depois, ia me apaixonando por cada lugar por onde passava (e continuo a me apaixonar pelos lugares que vou conhecendo).
Só não me apaixonei, como queria e tanto pensei que fosse fácil de acontecer, pelo povo. O povo é que é cinzento (salvas exceções, graças a Deus!). Não tenho como dizer isto sem generalizar, embora saiba que generalizar é uma heresia.
Enfim, Zé, algumas poucas pessoas (que até agora não enchem as minhas mãos em conchas), a luz e os lugares, me prendem aqui... E nada mais que isso.

Beijo grande, minha querida!

Leticia Gabian disse...

Amigo, ZM,

Podes não ser um amigo baiano, mas tens o temperamento do Dendê. Isso é o que importa!

Temo que as algas envolvam as minhas cordas vocais, pelo tempo em desuso.

Beijo grande e que venham mais tardes-noites pela frente!

carolmulek disse...

As coisas nem sempre são fáceis, né Le? Pena termos que abrir mão de algumas coisas tão importantes para ter outras, eu queria mesmo ter tudo! rs
Dos seus questionamentos, só sei de duas coisas:
- Sim, o clima muda as pessoas, aqui em Curitiba as pessoas ficam cinza como o clima do nosso inverno demasiadamente frio.
- Eu te admiro grandemente por vários motivos, mas um em especial, que foi você ter tido a coragem de abrir mão de tantas, tantas coisas para viver o amor da sua vida. Imagino que não tenha sido fácil escolher, porém vejo que sua escolha lhe trás tantas alegrias. Tomara que eu tenha tanta coragem como você pra viver a minha vida.
Beijos no seu coração!

Leticia Gabian disse...

Minha filha de olho azul,

Quando fazemos uma escolha, já fica compreendido que algo ficou de fora, à parte.
Mas, juro que nunca pensei que escolher Zé implicava em ter que deixar de cantar. Nunca pensei que vir pra cá pra Portugal significava abandonar o meu cantar. Só que o rumo que as coisas têm tomado me mostra que é assim: não tenho os músicos nem lugar para me apresentar. O lugar até pintaria se tivesse os músicos...Mas, tá difícil.
Por mais que a gente queira, não se pode ter TUDO nessa vida.

E você vai ter a coragem suficiente pra viver a sua vida, pra fazer as suas escolhas. E eu quero assistir a isso, de camarote, na primeira fila, torcendo muito por você.

Beijão, minha querida!

Levi Alexandre disse...

A lógica do merecimento é mesmo uma droga, só alimenta a injustiça social pois quem não se estabelece talvez seja porque não pode competir no mercado desigual, mas nada melhor do que um "presente põe de lado a vontade de apanhar o expresso."

Parabéns.

Leticia Gabian disse...

Levi,
Viver não é fácil, não! Mas, tem sempre umas recompensas que nos fazem agradecer o fato de estarmos vivos. Ainda bem que é assim, não é mesmo?
Obrigada pela visita!
A casa é sua, volte sempre!