segunda-feira, junho 28, 2010

Sabonete Íntimo



O blog é uma versão moderna e distorcida do diário, aquele diário que quase toda mocinha possuía e que mantinha guardado a sete chaves.

Falando por mim, digo que ambos têm alguma função em comum, como a de alojar desabafos, devaneios e etc.. Quando aqui registro pensamentos e emoções que (provavelmente) deveriam estar trancados a sete chaves, o alívio inicial é logo substituído pelo remorso.( Será que os exibicionistas sentem remorso?).

( Será todo blogueiro um exibicionista? )

Não que eu não goste de desabafar. Gosto e preciso, pois não gosto de reter nada que me faça sentir mal! 
Grosseiramente comparando: o desabafo age na alma, da mesma forma como a lavagem intestinal, o vômito, a exfoliação e o sabonete íntimo agem no corpo. ALIVIAM e LIMPAM!!!!!!!!


Mas, até que ponto faz bem abrir as portas da alma para todos os que por aqui passam? São ilustres desconhecidos, falsos conhecidos, amigos de verdade, amigos na mentira, pessoas capazes de entender, outras que discordam criticamente, gente que se emociona e se identifica com o que lê, gente que deseja que aconteça sempre o pior... Dá de tudo nesta passarela. Não me iludo.

Mesmo aquele que não escreve, acaba por se mostrar através do  uso dos textos e poemas de outros. Ainda que não utilize palavras, engana-se quem pensa que não pode ser "lido" e ter a alma desnudada, pelos desenhos, pinturas, imagens e fotos que escolhe para ilustrar uma postagem.

Verdade incontestável: se correr, o bicho pega. Se ficar, o bicho come!


A pergunta que não quer calar: então, o que fazer?

11 comentários:

Maria disse...

Por mim falando, continuar enquanto me apetecer a fazer o que sempre fiz: a ser EU! Dentro e fora do blog.
Como eu te entendo, Amiga-irmã!!!
E na verdade, quem não escreve, ao escolher o que coloca no blogue, seja texto, poema ou pintura, está a revelar a sua personalidade, sim!

Beijão enorme, AIC+T

Leticia Gabian disse...

Pois!
E é assim: a gente vai usando e abusando desta ferramenta, sempre que der vontade.
Acho muito melhor revelar do que esconder ou omitir.
Portanto, não vou correr e quero ver qual é o bicho que vai me pega.

Beijão super, AICeT!

Leticia Gabian disse...

Que vai me pegaR.

Carola disse...

ah!!!
o poder de blogar :)

é poderoso poder jogar na rede nossos pensamentos, sonhos, saudades.... poderoso fazer amigos com simples comentários e sentir saudades de alguém que você pode não conhecer pessoalmente mas se ela fica muito tempo sem postar a gente fica com saudades e anciosas pra saber qual será o próximo post! rs

Existe vários tipos de blogueiros, blogueiros que escrevem pra um publico x, blogueiro que acha que ninguém le seu blog, blogueiro que ajuda muitas pessoas através de um simples post...
Você por exemplo é uma blogueira que passa uma tranquilidade com suas mandalas coloridas cheias de detalhes e alegria,rs a gente se sente em casa aqui!!
Um blog família cheio de emoção e saudade :)

Sabe sobre seu comentario no meu blog eu adorei pensar por esse lado.
É encantador o modo como vc consegue me explicar as coisas num simples comentário... Amigos não tem preço e agradeço por ter me lembrado deles! Eles fazem a minha qualidade de vida tbm, todos os dias quando tocam minha campainha :D

Ai continue a blogar, eu adoro acompanhar! hahahahah
beijocas!!!

Pitanga Doce disse...

Ô Lê, minha bichinha, li o post abaixo, li esse aqui e o que me chamou mais atenção, além do desabafo, é claro, foi: "não se pode agradar a lusos e baianos"!


Pode sim e você é a prova disso. Teus amigos baianos estão sempre por aqui e agradaste um luso que até esquece de calçar os sapatos, mulher!


Olha, vc já me conhece pra entender direitinho o que quero dizer. "Então o que fazer"??? Continuar sendo Leticia Gabian, ora!

Escreve, frô, que a gente LÊ. (olha o trocadilho infame)

arteminorca disse...

Desabafa! Afinal, tirando os conhecidos fisicamente, são os anónimos com nome que cá vêm e os que voltam acho que não querem mal... E se quiserem? O que pode acontecer? Se o sabonete limpa, então o objectivo é conseguido... Beijinho, Lu

carolmulek disse...

Le,
Relaxa e faz o que seu coração mandar. Assim como a vida, existem visitantes com todas as intenções possíveis e imagináveis e não há o que fazer, simplesmente ir levando como der, como acha ser a melhor opção.
Eu acredito que a gente atrai o que transmite, claro que sempre tem um ou outro que chega do nada para o nada, que não acrescenta nem diminui em nada, ou ainda aqueles que só vem pra criticar, mas acho que tudo bem também, ficam apenas aqueles que de alguma maneira gostam de você ou de alguma parte disso tudo.
Eu também acho que SIM, nós blogueiros, de alguma forma ou de outra gostamos de "estar na vitrine", acho que no fundo (no seu caso, nem um pouco fundo) temos uma alma de artista e todo artista precisa do palco, da exebição e amamos que as pessoas nos vejam e melhor ainda se nos admirarem.
Claro, o blog é uma vitrine e sei que a gente se mostra completamente, por inteiro, mas só vê quem quer e sorte daquele que consegue ver o que está nas entrelinhas. Portanto minha querida mãe, se é mesmo inevitável, se correr, o bicho pega. Se ficar, o bicho come... então que venha "el toro". O que não tem remédio, remediado está. Sempre haverá dois lados.
Mas faço agora um pedido de filha, não deixe de estar aqui e mostrar tantas coisas bonitas, pelo o que eu vejo, uma grande maioria gosta do que encontra e ama encontrar sempre.
Adoro você!
Beijos

Leticia Gabian disse...

Carola,
O lado A da blogosfera é quando a gente passa a conhecer gente muito legal, cuja leitura dos posts passa a ser "obrigatória".
Você faz parte desse lado.
Beijo grande, minha querida!

Leticia Gabian disse...

Pitanguita,
Adoro os seus trocadilhos...Até os "infames"!
Beijão!

Leticia Gabian disse...

Lu,

Funciona.
Pelo menos, pra mim, funciona bem.
E vamos seguindo adiante!

Beijo grande, minha querida!

Leticia Gabian disse...

Minha filha de olho azul,

Tenho tanto a agradecer a esta ferramenta...!

Se não fosse o blog, não teria conhecido o meu Zé nem tantos outros tesouros (nos quais incluo você, claro!).

Concordo quando diz que a gente acaba por atrair a quem tem mais a ver com a gente. E que bom que é assim, não é? Há troca, cumplicidade, simpatia, empatia, afetividade, ensinamento e aprendizado...Muita coisa boa MESMO!
E tudo isso pesa mais na balança. Os prós são em maior número. Portanto, continuamos por aqui na janelinha.

Um beijo enorme, de um coração pro outro!