sexta-feira, julho 23, 2010

Viagem ao Marrocos - V - Aconteceu em Rabat

Como já falei no post anterior, não morri de amores por Rabat. Talvez por termos saído de Fez, de onde gostei muito, e por estar super ansiosa pra chegar em Marraquesh. Talvez... Bem, não adianta perder tempo com isso. Quero mesmo é contar sobre a nossa aventura (uma de várias pelas quais passamos durante a nossa estada em Marrocos).

Pra início de conversa, antes de pormos o pé na estrada, decidimos não reservar hotel, nem riad, nem hostal, nem nada. Tanto em Espanha, quanto em Marrocos, assim que chegávamos à cidade eleita para o pernoite, saíamos à cata de um lugar. Isto, por si só, já se tratava de uma grande aventura.

Chegamos a Rabat, já passava bastante do meio dia, creio eu. Demos algumas voltas pelo centro da cidade e pensamos que seria mais conveniente se já escolhêssemos o hotel, para deixarmos lá as nossas bagagens. Era bom mesmo, pois íamos fazer mais passeios sem a certeza de encontrar estacionamento em lugar próximo. Depois de umas três tentativas falhadas, acabamos por encontrar um hotel, ali mesmo no centro. Não era de luxo. Pra falar a verdade, se haviam estrelas, estavam todas apagadas.

- A propósito disto, gostaria de deixar aqui uma opinião sobre hospedagem em viagem. É que acho um desperdício total escolher lugares caros, principalmente se se pretende ficar ali por mais de dois dias. O hotel, ou seja lá o que for, só tem mesmo a função de nos abrigar durante o sono e à nossa bagagem. O dia inteiro é gasto fora, vendo a cidade, aprendendo sobre a história do lugar, fotografando, conhecendo, enfim... Falo isso pra quem não tem rios de dinheiro, é claro. Pois, pra quem tem pouca grana, como nós, o ideal é economizar nesse quesito. Assim, sobra mais din-din disponível pra poder comer bem, beber bem e comprar umas lembrancinhas e coisas assim e turistar a vontade. Portanto, a única exigência é que o lugar seja limpo e que ofereça o mínimo de conforto.
Quem concorda comigo, levante a mão! -

Retomando o fio da meada.

Deixamos as bagagens e resolvemos sair para comer. Acho que foi o meu irmão quem perguntou ao porteiro do hotel se sabia onde poderíamos ir. Este, lépido e solícito, nos guiou até à esquina a um lugar chamado "Terminus". Agradecidos, entramos no estabelecimento. Todas as cabeças se voltaram em nossa direção. Coisa estranha pra caramba... Parecia que éramos três casais de extraterrestres! 
Bem, em meio a este desconforto, um garçon veio ao nosso encontro. Perguntamos se ainda seria possível almoçar, pois já passava das três. A pergunta foi repassada ao gerente que nos disse ser possível, mas que teríamos que ir para o primeiro andar. Subimos uma escada, nos instalamos, fizemos os pedidos e fizemos, também, silêncio para observar a movimentação intensa que se seguiu. 
Numa mesa de canto estava sentada uma senhora que devia ser muito importante ou muito conhecida por lá (ou mesmo, a dona do negócio, como alguém cogitou), pois muitas moças chegavam e iam cumprimentá-la, alegremente, com dois beijinhos. Eram todas jovens, com saias curtas, calças justas e amplos decotes nas blusas (modelitos ocidentais e muito prafrentex). 
Começamos a trocar impressões sobre o lugar e a comentar sobre os olhares dirigidos a nós na chegada, sobre o fato de que todas as mesas do andar térreo eram ocupadas, exclusivamente, por mulheres e de que os homens ficavam abancados ao balcão.
Alguém do nosso grupo chamou a atenção para o que acontecia, no primeiro andar, depois que as moças falavam com a "senhora". Elas iam sentar nas mesas e, logo depois, homens iam ter com elas. Conversavam um pouco e rápido levantavam rumo ao elevador. Pra onde iríam?

De repente, fez-se luz! CAIU a ficha!!!!!!

O porteiro do hotel, aquele safardana, nos levou para um almoço em pleno ambiente de engate!
Já podemos dizer que conhecemos um bordel marroquino e que até comemos lá (mas, por favor, não entendam manger da mesma forma alargada que entendeu o safado do porteiro!)

13 comentários:

Nadja Barros disse...

Pelas barbas do faraó!!! E é assim que a gente entrega a idade, né?
Deixa eu ser mais prafrentex, então!:
CARACA!!!!!!!!!!!!

Essa foi 'flórida', hein???? ;)

Estas estórias é que temperam uma boa viagem, com certeza! E daí, vcs almoçaram neste tão digno e familiar restaurante? eheheheheh

Estou viajando nestas fotos, tilelete!
E as lanternas/lamparinas/não sei o nome ao certo são as coisas mais lindas (e caras por aqui) que já vi na vida! Espero que tenha aproveitado pra adquirir ao menos uma e legítima!!!!!

beijos!
Amanhã, 23 é o niver de VINI! :))))

Maria disse...

Não páro de rir, Letícia...
O porteiro do hotel apenas quis que vocês conhecessem um pouco a realidade de Rabat, nada mais, hehehehe...
Imagino a cara de todos, de Lucinha, praticamente atarantada...

Beijão enorme, AIC+T

Leticia Gabian disse...

Nadja,

Olhe, já que estávamos lá, lá ficamos e comemos (não no sentido bíblico da palavra, se é que me entende). Acabamos e saímos de lá, todo mundo se pipocando de rir! Tem coisa melhor do que poder rir de nós mesmos?

Muito antes da viagem, quando a gente estava decorando a casinha, encontrei um candeeiro (que é como chamam lustre por aqui) dos meus sonhos. Mandei fotos por e-mail pra família acompanhar a evolução. Mas posso reenviar pra você ver. É a coisa mais linda!

Quatro anos de Vini! Tão lindo que ele está!
Amanhã, encha aquelas buchechas rosadinhas de muitos beijos e diga a ele que fui eu que mandei. tá bem?

Beijos procê, Marcus e Vitinho!

Leticia Gabian disse...

Maroca,

Aquele porteiro safado estava era de olho na comissão que ele deve receber, levando "clientes" para aquele mafuá... Hehehe... Isto só acontece com a gente, não é? Hehehe!

Beijão, AICeT!

Gi disse...

Oiii Leticia!!te conheci pelo blog da Drix e adorei seu cantinho, seu astral, te convido para conhecer o meu blog, sou advogada aqui de SP e posto meus looks diários, veja se gosta!!
bjs e tudo de bom sempre!
gi

Leticia Gabian disse...

Obrigada, Gi!
Já fui lá e comentei.
Beijocas!

Paloma disse...

Leticia, com sua narrativa, tenho
a impressão de percorrer Rabat. A
minha imaginação voa. Fico feliz
por voce estar vivendo momentos
inesqueciveis ao lado do homem que
ama.Esta prazeirosa vivência apro-
xima mais ainda ambos, fortalecendo
o relacionamento. Por experiencia
própria sei que é assim.
Que sua felicidade dure muito tempo
se possível, para sempre.
Beijos,com minha admiração e
carinho.

Anônimo disse...

Leticia, temos muitas coisas em comum, a começar pela idade
*Tenho um Zé
*Uma Leticia(neta)
*Adoro a Nadja
Estou adorando relatos de sua viagem, mas gostei muito mesmo da sua história e do Zé no blog da Drix, vc devia contar mais, quero saber o resto, (eita sou curiosa)
Um abração Marlene(mamadi da Tati do http://pespontos.blogspot.com/)

carola disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkk!!!
"Não era de luxo. Pra falar a verdade, se haviam estrelas, estavam todas apagadas" nessa parte eu senti uma identificação, na Nova Zelandia chegamos a reservar mas quando chegamos no apto tinha uma carta dizendo que não havia mais vagas porém poderiamos ficar numa casa na rua de cima.... Parecia uma casa mau assombrada e eu não conseguia ir fazer xixi a noite sozinha de tanto medo que tive do lugar!!! rs

Mas concordo que gastar demais com hospedagem numa viagem dessas é $$ jogado ao vento, a gente acaba nem desfrutando dos beneficios inclusos.

Agora que aventura essa a sua mulher!!! Eu ri e alto aqui!!

Me tirou da bad trip da carteira rs!

aqui já vai clariar então é melhor eu ir dormir... adorei o post! incrível!!!

Leticia Gabian disse...

Paloma,

Que bom que o meu blog inspira os seus vôos! Fico feliz!

A felicidade é o que buscamos sempre, não é? É a vitamina da alma, do espírito.
Seja muito feliz, minha querida, SEMPRE!

Beijocas!

Leticia Gabian disse...

Marlene,

Que bom que veio aqui em meu cantinho!
Temos mesmo muito em comum!!!!Que interessante!!! Também tenho uma Tati
(uma sobrinha).
Quanto à minha história com o meu Zé, pode ir lendo e vendo algumas passagens no De Palavra em Palavra (http://leticia-gabian.blogspot.com), um blog que eu criei para abrigar a nossa história de amor e vida.

Um beijo grande, minha querida!

Leticia Gabian disse...

Carola, minha filha, a sua história é bizarra!!!! Puxa! Ter que prender o xixi!!!!!Tadinha!
Tem lugares assim mesmo. Acho que emanam uma certa energia e tem umas que são bem brabas! Quem tem a intuição mais aguçada (como é o caso de nós duas), consegue perceber isso.
É só numa hora hora dessas que a gente pensa que às vezes "o barato sai caro", hehehe! Mas só em casos assim, que são raros, graças a Deus!
Fico daqui na torcida pra que encontre a sua carteira. Vamos pensar positivo!!!!!
Beijão!

Viagens marrocos disse...

"Grande artigo e óptimo blog! Deixe aproveitar este seu espaço de comentários para apresentar Viagens em Marrocos.
Somos uma equipa de especialistas em turismo por todo Marrocos. Planeamos viagens de sonho em Marrocos, passando por deserto, cidades, montanhas e oásis de uma beleza incrível.
O nosso site é http://www.viagens-em-marrocos.com, e aí pode ver mais detalhes e ideias.
Se estás a pensar em Marrocos, vem experimentar um dos nossos veículos 4x4 e conhecer os segredos mais escondidos.
Obrigado.
Omar"