domingo, outubro 15, 2006

Resgate de uma linda paixão que durou uma guerra







Hoje, tirei o dia para selecionar material com o fim de alimentar o meu blog no Multiply e me bati com fotos que me levaram para uma linda história, inacabada, lá nos anos 70, durante a guerra entre Portugal e Angola. Eu era muito menina e, não sei como, minhas amigas e eu começamos a nos corresponder com rapazes portugueses que lutavam. Logo no início, as amigas perderam o interesse e eu continuei. Narciso (Nazinho) e eu iniciamos uma conversa que durou um bom tempo. Nos apaixonamos de verdade. Era um sofrimento, uma espera, uma ansiedade pelas cartas que pareciam demorar séculos pra chegar. Trocamos fotos. As dele são essas que aqui postei, onde fiz questão de deixar as dedicatórias. Enviei duas minhas. Uma, disse ele, ficava no bolso esquerdo, junto ao seu coração. Da outra, ele recortou o meu rosto e colou sobre o relógio a fim de que o vidro não refletisse a luz do sol no meio da mata.

Fiz uma sofrida viagem no tempo. Lembrei do que senti, do que chorei e, se duvidar, as mesmas lágrimas tornaram a cair sobre o meu rosto.

Pouco antes de cessar o conflito, as cartas também pararam. Escrevi para os endereços dos correspondentes das minhas amigas, mas não obtive resposta alguma.

Não soube se perdi Nazinho para a vida ou para a morte. Nada soube. Nada sei.

Faço aqui um apelo a quem souber como posso obter informações. A quem me dirigir, onde e como. Peço como quem pede uma ajuda a um irmão ou a um grande amigo. Por favor, quem souber, me dê essa força.

141 comentários:

Jorge P.G. disse...

Letícia, eu nada sei de Nazinho e só com seu nome completo se poderá saber algo. Achei sua história linda e triste.
Infelizmente, essa guerra a que eu escapei porque estava cursando Letras na Faculdade e depois acabou, felizmente, com a chegada do 25 de Abril libertador, essa guerra trouxe a muita moça, esposa, irmã e mãe tanta lágrima de dor e raiva!
Como em toda a guerra, quem perde sempre é o inocente. Sem dúvida!

Espero visita sua. Para quando?

Um abraço desde Lisboa
Jorge

Jorge P.G. disse...

Perdão, só uma coisa mais.
Essa foto do Nazinho carregando um menino negro nas costas é enternecedora e demonstrativa de que os soldados do meu país apenas estavam em Angola, Moçambique e Guiné porque a isso eram obrigados. Mas todos tínhamos plena conscíência de que aquela era uma guerra injusta, sem sentido e condenada ao fracasso. Assim foi.

Jorge

Leticia Gabian disse...

Caro jorge,
Eu espero que alguém me dê uma luz pra que eu possa saber onde e como procurar informações. Tenho o nome dele completo. Só preciso de uma resposta.
Nas cartas falávamos desse sofrimento dos soldados, da injustiça e absurdo que era tudo aquilo.
Dsejo, do fundo do meu coração que ele esteja vivo. Já deve ter família, filhos. Quero pensar nele assim.
Um beijo, querido.

Freyja disse...

veo que eres una mujer muy perseverante ante esta historia
suerte mi linda amiga, me encanto la foto nueva
te dejo besitos y una linda semana


besos y sueños

Leticia Gabian disse...

Querida Freyja,
Oxalá tenga mismo buena sorte! Me gustaria saber algo de el. Si es vivo o muerto. Asi se acaba mi agonia y angustia.
Besos pra ti e muchas gracias por la fuerza.

Filipe Freitas disse...

De Portugal, e "Para o outro lado do Oceano", como foi dito no comentário, agradeço a visita ao meu blog Praia da Claridade.
Admiro estas fotografias antigas.
E ainda mais por serem do tempo da guerra em que Portugal fez o possível para manter Angola como território português. Acabou por Portugal dar a independência depois do 25 de Abril de 1974 - http://topazio1950.blogs.sapo.pt/124222.html - http://topazio1950.blogs.sapo.pt/124007.html .
No tempo da guerra apareceram as "madrinhas" como eram chamadas aqui em Portugal - Jovens, e não só, que se correspondiam com os militares em Angola e Moçambique. Era uma maneira de eles se sentirem mais apoiados, uma maneira de eles esquecerem da guerra por uns momentos, quando recebiam as cartas de quem lhes enviava umas palavras de conforto...
Alguns desses relacionamentos tiveram sucesso... outros desapareceram pelas mais diversas circunstâncias...
Não conheço o Narciso, nem é dito de que região de Portugal, nem nome completo... assim é difícil...
Mas se eu o conhecesse ficava extremamente feliz, e fazia todos os possíveis para ele voltar a contactar a "madrinha".
Isto faz-me recuar tempos antigos, compreendendo muito bem o assunto que acabou, como tantos outros, por deixar uma pétala de rosa no coração !... Eu recordo muito bem de tudo isso.
A esperança é a última a morrer !...
Se eu puder ajudar, como disse, fico FELIZ, mas mais ficaria Leticia Gabian !....
Um beijo.

Leticia Gabian disse...

Filipe,
Agradeço imensamente a sua boa vontade em querer ajudar.
O nome completo dele e o local para onde enviava as cartas estão nos envelopes. O que acontece é que essas fotos estavam nos guardados específicos (de fotos). Já as cartas, nem sei onde estarão. Vou procurá-las amanhã pela tarde, com muita calma. Assim que encontrar as informações, irei postá-las. Tenho fé que conseguirei notícias. Mais uma vez, muito obrigada por sua atenção e disponibilidade.
Beijo

pitanga disse...

Letícia, que história mais supreendente, mulher! Um amor impossível, sombreado por uma guerra! Quantas Letícias existem dentro de ti?

muitos beijos de carinho

Leticia Gabian disse...

Várias, Pitanguita!
Você não pode imaginar o que foi que eu passei hoje. Essa história estava tão adormecida, lá quietinha... e de repente.... entrei na máquina do tempo. Desabou uma tempestade em cima da minha cabeça. Revivi tudo, nos mínimos detalhes. Até a birra do meu pai que não gostava nem um pouco da história.
Ai Pitanga, faça uma reza boa pra que eu tenha sucesso e consiga alguma notícia, seja ela qual for.
há três dias eu te falei que tinha a impressão de que ia acabar os meus dias com algum português, lembra? (Não que seja ele) Mas que a coincidência é grande, isso é. Um beijo

O Sibarita disse...

Xiiiiiiiiii... Tonha ô Tonha! Leu o que eu li? - Li e qual o problema? Você é português por acaso? - Eu? Eu mesmo não... mas, sabe como é, né? - Não sei de nada... Por que você também foi do front quer tirar onda? Pode tirar seu cavalinho da chuva! - Tonha, eu quero é que ela consiga reencontrar o Narciso. - Aho bom... - Meu Deus, que mulher ciumenta é essa? kkkk

bjs
Tá rebocado!

Xica disse...

A minha mãe conta muitas histórias de madrinhas de guerra que se correspondiam com os soldados no ultramar. Algumas, sem mesmo os conhecerem chegaram a casar com eles cá estando eles lá. Alguém os representava na igreja e depois restava esperar que eles voltassem de lá. Desconfio que algumas nunca chegaram a conhecê-los. Como já disseram acho que p ser possível encontrá-lo seria necessário o nome completo. Beijitos.

copa-rota disse...

Tomara que consigas reencontrar esse amor que ficou parado algures no tempo, Letícia...mas ainda que não seja possível, o que realmente importa é que durante algum tempo duas pessoas se amaram, e foram felizes, preenchendo o vazio que em ambos existia.

Momentos...mas que ficam para sempre, na nossa alma.

Um beijinho grande,

Miguel

pensamentos_vagabundos disse...

existe uma canção portuguesa que diz.
cartas de amor,quem as não tem....

beijo vagabundo

Leticia Gabian disse...

Tá Rebocado,
Segure o ciúme da Tonha.
Tomara que eu consiga mesmo.
Um beijo.

Leticia Gabian disse...

Xica,
Tenho o nome completo dele, só preciso encontrar as cartas. Tenho esperança de obter alguma notícia, seja qual for.
Beijinhos

Leticia Gabian disse...

Miguel,
Agradeço suas palavras de conforto.
Gostaria de obter respostas para, finalmente, fechar essa porta que vive aberta há mais de trinta anos.
Beijo grande, também pra você.

Leticia Gabian disse...

Pensamentos vagabundos,
Preciso encontrar essas cartas para, com o nome completo, tentar obter alguma resposta.
Outro beijo vagabundo pra você.

disse...

Gente .. tô emocionada com essa história! que coisa ... ah tem que resgatar ... tem que resgatar ...

AS disse...

Leticia tenta saber o nome completo dele e o tempo em que ele esteve em Angola. Sem isso é quase impossivel...
Mas se conseguires descobrir, junto dos serviços do Exército Português julgo que saberás finalmente qual o caminho que seguiu o Narciso.

Um beijo...

Leticia Gabian disse...

Fê,
Desejo muito saber notícias. Como acredito na força do pensamento positivo coletivo, certamente vou conseguir.
Um beijo.

Leticia Gabian disse...

Querido poeta,
Vou à cata das cartas ainda hoje à tarde. Assim terei o nome completo dele e outras possíveis informações. Tenho fé de sabê-lo vivo...com família...filhos. São mais de trinta anos!
Grande beijo.

Gui disse...

Foram tempos complicados esses. Eu escapei à guerra pois fiquei livre da tropa precisamente quando começaram a aparecer as primeiros acções de guerra em Angola. Recordo bem esses tempos já longínquos. Pena que o fim da guerra não tivesse acabo com o sofrimento do povo angolano, que se prolongou por mais de 30 anos. Espero que encontres o teu afilhado de guerra, e recordem esses tempos que ambos não esqueceram. Tenho a certeza que o encontrarás. Um beijo amigo

Leticia Gabian disse...

Mamito,
Também acredito que terei notícias. Tenho esperança de que esteja vivo. Foi um amor de menina. Imagine que tinha 15 ou 16, algo por aí. Mas foi tão intenso, que marcou !
Outro beijo amigo pra ti.

eduardo disse...

Dava para um lindo filme de romance...

Ghiza Rocha disse...

nossa, que lindo... ah, na net, tudo é possível!!!

Cecilia Cunha disse...

Olá Leticia! Boa sorte em sua busca.
Recebi as tuas musicas, adorei obrigada.
Fica bem beijo

PS.Logo que puder me envia mais, adoro a sua voz.

O Sibarita disse...

Leticia! Como toda baiana tem um Santo que Deus dá. Ah, vai encontrar sim! Chame por Ogun de Ronda, coloque umas flores para Iemanjá e aí, eu quero ver, se rapidinho não vai ter notícias. Atô tô meu Pai, Babaluaê!

A Tonha é ciúmenta, é? kkk

Imagine a Negona Rastafari. Valhei-me meu Senhor do Bomfim! kkk

Leticia Gabian disse...

Eduardo,
Só se eu puder dar um final feliz, com boas notícias.
Beijo

Leticia Gabian disse...

Ghiza,
Deus lhe ouça.
Beijo.

Leticia Gabian disse...

Moonshinne,
Vou mandar sim.
Beijo

Leticia Gabian disse...

Siba,
Me ajude com uma reza bem forte, um ebó, qualquer coisa que me abra os caminhos até às notícias de que tanto preciso.
Um beijão

Era uma vez um Girassol disse...

Querida Letícia, que história mais linda!
Madrinha dum soldado português em Angola e depois se apaixonaram?
Quem dera que soubesses algo bom!
Vai uma forcinha, hein?
Beijoka

Leticia Gabian disse...

Oi Girassol!
É uma história bonita, sim. Só que o final vai continuar inacabado. Não encontrei as cartas dele. Não lembro o nome todo. Vai ser impossível obter alguma informação.
É uma lástima! Estou muito triste.
Beijinho pra ti.

BlueShell disse...

Tão terno....e também algo triste!

Um bom dia…
BShell}]}]}]}]}
}]}]}]}]}]}]}]}

Salvador disse...

Tens um coração tamanho do mundo....

Força

bjs

Kalinka disse...

Amiga Letícia

Eu juro, que se pudesse ajudá-la, eu faria isso agora mesmo...mas, também não sei como será possível conseguir informações de há tanto tempo!!!
Que bela história de Amor. Parabéns aos dois!!!

Abraços.

Leticia Gabian disse...

Blueshell,
É triste sim.
Bom dia pra você, também.

Leticia Gabian disse...

Salvador,
Meu coração é do tamanho do mundo? E o que dizer de tantos de vocês que acorreram a me querer ajudar ou simplesmente para me confortar? graças a Deus, o mundo ainda está cheio de gente de coração grande, como vocês todos.
Beijos

Leticia Gabian disse...

Kalinka,
É querida, creio que terei que continuar sem respostas. Obrigada pela disposição em querer me ajudar.
Beijo grande.

Xica disse...

Leticia
Porque não consulta o site da Associação Portuguesa de Veteranos de Guerra?
Lá tem os contactos da Associação. Quem sabe não lhes pode perguntar?
O site é
http://www.apvg.pt/ai.php?co=1868&op=1&LG=0&tp=&pini=0

Beijitos e boa sorte

Leticia Gabian disse...

Oi, Xica!
Querida, eu não acho as cartas dele. após tantos anos, várias mudanças de domicílio... creio que as perdi. Estou desolada. Não lembro o nome completo dele. Será que só com as fotos poderei conseguir algo? Vou tentar.
Obrigada pela ajuda.
Um beijo grande.

Anônimo disse...

Gostei mais dessa foto. Aprovei.
Falando sério, minha pequena linda que vive me surpreendendo. Não conhecia essa sua página de vida. tudo é muito lindo, muito terno, muito tudo, mas pera aí... resgate o cassete! Esqueça o passado. Já foi! Viva o seu presente e se deixe envolver por quem está bem perto e possível como eu, por exemplo. Você parece que só gosta do que não pode ser! Estou a seus pés. Sabe disso e me esnoba. Coisa feia.
Te amo, pequena.

Renato B

pitanga disse...

Oh, céus! Como está quente aqui!!!

beijos de bom dia (quase tarde)

Ana Luar disse...

Quisera eu ter noticias boas para ti minha querida.... quisera eu...
beijos eternos minha amiga.

Leticia Gabian disse...

Pitanguita,
Pouca roupa, água gelada e ar-condicionado.
Beijão.

Leticia Gabian disse...

Ana Luar,
Sei que desejaria ajudar, como tantos outros aqui. Mas, o destino escolhe seus caminhos. Talvez o nosso tempo tenha mesmo ficado lá atrás e fim. Digo isto mesmo estando super triste e desejando que tudo fosse diferente.
Beijo, querida.

Armando disse...

Leticia... hoje arrepiei-me no blog da Ana Luar, mas aqui o arrepio que senti foi bem mais forte!! Lamento tanto... comoveu-me esta história!! Se fosse a mim que me acontecesse algo semelhante, o nó com que ficaria na garganta seria eterno!! Que raio... lamento tanto não te poder ajudar!! Torço tanto para que fosse possivel saber a verdade fosse ela qual fosse!! Hoje estamos todos tristes... enfim.. talvez seja uma fase!! ADORO-TE MUITO.......

pitanga disse...

...e a temperatura sobe!!!
beijos

Filipe Freitas disse...

Leticia: agradeço o comentário no meu blog no post que publiquei sobre Madre Teresa de Calcutá e aguardo mais elementos sobre o Narciso para ajudar, dentro das minhas possibilidades, a procurar o 'afilhado'...
Agradeço também a colocação do link do meu blog "Praia da Claridade" no teu espaço "visite também". Vou retribuir.
Leticia: linda música... linda voz ! Parabéns !
Beijo para ti.

Leticia Gabian disse...

Armando,
É só uma fase mesmo. Logo estaremos todos de volta ao bom humor. Também te adoro, querido. Fique bem e vamos levantar esse astral!!!
Grande beijo.

Leticia Gabian disse...

Pitanguita linda.
Juízo!!!

Leticia Gabian disse...

Filipe,
Muito obrigada pela disponibilidade em ajudar e pelo elogio à música e à voz.
Um grande beijo pra ti.

Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba disse...

Letícia!!!

Pois...

A guerra é um gerador de tristezas e o que mais é lamentável, nesse teu caso, é a incerteza...

No entanto, ao ler tua experiência, me vi pensando quantas Letícias e quantos Nazinhos a internet deve ter deixado no ar e sem entender para onde pode ter ido o seu amor...

Vim te agradecer por tuas visitas e te dizer que ainda estou fora do ar e com alguns recitais em andamento, o que me tira muito da spossibilidades de vistas em blogs. mas em breve estarei de volta e colocarei novamente a escrita em dia!!!

Bos sorte em tuas buscas e... Use a net para tentar localizar essa pessoa. Vasculhe o google com o nome completo dele...

Tente, invente e conseguirás!!!
Beijinhos!!!
Cris

Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba disse...

Letícia!!!

Pois...

A guerra é um gerador de tristezas e o que mais é lamentável, nesse teu caso, é a incerteza...

No entanto, ao ler tua experiência, me vi pensando quantas Letícias e quantos Nazinhos a internet deve ter deixado no ar e sem entender para onde pode ter ido o seu amor...

Vim te agradecer por tuas visitas e te dizer que ainda estou fora do ar e com alguns recitais em andamento, o que me tira muito da spossibilidades de vistas em blogs. mas em breve estarei de volta e colocarei novamente a escrita em dia!!!

Bos sorte em tuas buscas e... Use a net para tentar localizar essa pessoa. Vasculhe o google com o nome completo dele...

Tente, invente e conseguirás!!!
Beijinhos!!!
Cris

Leticia Gabian disse...

Cris, querida,
A tristeza é que não encontro as cartas dele. Depois de algumas mudanças, acho que as perdi. E com elas foram o nome dele e o endereço para onde as enviava. Enfim. Esgotou-se a última esperança que ainda podia ter. Hoje visitei a página dos veteranos de guerra. Acho que não está entre os mortos da época. Não tenho certeza. Sei lá, já entreguei novamente nas mãos do destino.
Um beijo grande,
Saudade!

P. Guerreiro disse...

Essas imagens são-me familiares, não o individuo, o militar...Comando em Angola.
Procura em sites de ex-combatentes da guerra colonial portuguesa. Penso que através de mails conseguirás obter o que pretendes...E o que pretendes é tão pessoal, tão bonito...Obrigado por partilhares este momento da tua vida.

Foi a nossa guerra, durou de 62 a 74 e afectou várias gerações. Angola, Moçambique, Guiné-Bissau e também em Timor. Ainda hoje é uma questão que desperta acesas discussões...A favor, contra, pelo sangue derramado, pela liberdade, pela descolonização...

...E o teu amor sobreviveu a isso tudo...

Um abraço e boa semana!

Leticia Gabian disse...

Guerreiro,
Foi um amor de menina, mas foi intenso e lindo. Gostaria de saber algo. Hoje estive no site da APVG, pesquisei mas não acho que ele esteja entre os mortos da época. Não tenho certeza de nada. Vou ver no que vai dar.
Um grande abraço pra ti.

Freyja disse...

Leticia
gracias amiga por tus bellas palabras, te dejo mi abrazo muy grande
te invito a Fragmentos, encontraras algo lindo
te dejo besitos y cuidate amiga

besos y sueños

Xica disse...

Oi Leticia.
Talvez com as fotos consiga alguma coisa se houver algum vetereno que tenha combatido com ele e associando-as ao nome que ainda sabe... Pode ser. Pergunte-lhes. Boa sorte.

SoniaMoutinho disse...

De Portugal te envio um abraço de reconforto. Vim a este blog sem saber como..
Há muita gente a sofrer essa mesma sua procura por outros que perderam de vista.. seus amores, suas paixões de um tempo que já lá foi.
É uma bela e linda história de amor. É bom saber que alguém anda em busca destes amores puros e lindos..Não páres. Pode ser que consigas encontrar essa tua paixão que decerto nunca dentro de ti saiu.
Teu Blog já está nos meus favoritos
Beijo
Sonia

Leticia Gabian disse...

Xica,
pensei tamente assim. vamos ver se consigo alguma coisa.
Um beijo grande.

Leticia Gabian disse...

Sonia,
Adorei a sua visita e suas palavras de força. Não perca o caminho e volte sempre. Vou te visitar.
Um beijo

Leticia Gabian disse...

Querida Freyja,
Muy lindos los fragmentos de Salvador-Bahia, mi tierra linda y mágica.
Muchas gracias por eso.
Besitos y cariño para ti.

Talk Talk disse...

Olá Leticia,

Não sabia que as "madrinhas" chegavam até ao Brasil. Infelizmente não posso ajudar, se ele tivesse sido Fuzileiro por certo poderia dar-lhe uma ajuda, mas como foi Comando não tenho meios de saber quem é.

Gostei de visitar o seu blog, um beijinho

Leticia Gabian disse...

Talk, Talk,
Obrigada pela visita e pelo interesse em ajudar.
Já que gostou do blog, volte sempre que desejar.
Beijo.

Bernardo da Maia disse...

Leticia, vim só deixar uns beijinhos como forma de carinho pela sua dedicação no seu espaço e atenção para com os outros.

Muitos e multiplos beijos então :)

Leticia Gabian disse...

Bernardo, querido,
você é muito gentil.
Múltiplos beijos também, para você e Lammy.

Freyja disse...

Leticia
no me des las gracias, es un lugar maravilloso
tiene historia y encanto, y Vinicius dejo bossanova y poesia
y gente linda como tu
mil besitos amiga y todo mi cariño


besos y sueños

ARTEMINORCA disse...

Gostava imenso de te poder ajudar, mas não sei como. Não tens mais informação nenhuma, de onde era, o nome completo, etc?!
Espero que o encontres para tua felicidade! Beijinho, Lu

Leticia Gabian disse...

Oi, LU!
Não tenho mais nenhuma informação. Vamos ver o que acontece.
Obrigada pelo cuidado.
Beijo, querida.

Anônimo disse...

Que história é essa menina???? Que loucura hein! Ah! AMEI essa sua foto nova. Faz muito mais jus a sua beleza. Beijos e até sexta

greentea disse...

a guerra colonial deixou memorias em nos, de muitas maneiras - nessa epoca todas as mulheres tinham um filho um marido um namorado na guerra. Nem sempre voltavam. Por vezes andavam por la, naquela guerrra louca e controversa e voltavam diferentes, tao diferentes , acordando em sobressalto, dando pulos na rua, pensando qu aqui ou ali estava uma mina, havia um ferido, um acidente... Quantos amores se desfaziam com a chegada com a partida! Lembranças que ficam na sombra e que o tempo nao apaga. Mas pelo menos que tivessem dito o porque de nao mais voltar...
Espero q consigas localizar Nazinho, que ja te deram pistas onde poderas saber algo desse narciso.
beijos

Bazuco disse...

cartas de amor quem as não tem!se eu vir por aí um homem "comando" aviso-a leticia!

Isa&Luis disse...

Não conheço, não te posso ajudar.
Eu faria minhas as palavras de greentea, porque quem foi a uma guerra ou pereceu ou veio de lá profundamente alterado.
A vida é uma eterna saudade de tudo o que vivemos para trás.
De qualquer modo, desejo-te boa sorte e torço para que o encontres.

Um beijo!
Luis

pitanga disse...

CONVITE ESPECIAL:
PITANGA TEM O PRAZER DE CONVIDAR V.SA PARA UMA FESTA NO PITANGA DOCE PALACE HALL.

PS TRAJE A RIGOR

PS (de novo) SERÁ UMA COMEMORAÇÃO ÍNTIMA PARA 300 PESSOAS

3ºPS LEVE O LANCHE

André disse...

parece uma ótima história de romance... espero que tenha um bom desfecho... se ele ainda fosse do EB poderia ajudá-la... beijos e boa sorte!

Anônimo disse...

Se conseguires o número mecanográfico, verifica que ele pode ter escrito em alguma das missivas, depois podes tentar através da Liga dos Combatentes aqui em Portugal.
Esse número será algo parecido com isto:
Sold: 12346/70
Boa semana

viajante disse...

Insiste, Leticia...

Leticia Gabian disse...

Déa,
Vai na Zuzu próxima sexta? Que bom!
Beijão.

Leticia Gabian disse...

Greentea,
Mesmo sendo muito menina, à época da guerra, pude conhecer o sofrimento de tamanha barbaridade. A dúvida me angustia, mas tenho nada além da fotos. Vamos ver o que acontece.Obrigada pelo carinho e atenção. Um grande beijo.

Leticia Gabian disse...

Bazuco,
Agradeço pela visita e interesse em ajudar. Volte sempre.
Um abraço

Leticia Gabian disse...

Caro Luis,
Obrigada pelas palavras de força.
Um forte abraço pra ti.

Leticia Gabian disse...

Pitanguita,
Pode ser ultraje a rigor com salada de rúcula?
Então eu vou. Guarde o meu lugar.
Beijinho.

Leticia Gabian disse...

Caro Viajante,
Tenho muito poucos elementos para insistir, mas espero que aconteça algum milagre.
Beijão.

Leticia Gabian disse...

André,
Estou, na realidade, a espera de algum milagre. De toda forma, agradeço a boa intenção de ajudar.
Um beijo.

Leticia Gabian disse...

Meu caro Barão,
Perdi as cartas. Não as encontro. Minhas esperanças foram diminuindo ao constatar que não tinha como obter maiores informações. Agora, só um milagre.
Agradeço a boa vontade em ajudar e lhe envio um forte abraço.

Era uma vez um Girassol disse...

Olá Letícia!

Encontrei este site dos Comandos.

http://comandosportugal.no.sapo.pt/

Escreve pedindo informação mesmo com os poucos dados que tens. Manda as fotos, pode ser que alguém o reconheça.

O email deles é:

comandos.portugal@yahoo.com.br

Espero que tenhas sorte e boas notícias!

Beijinhos

Leticia Gabian disse...

Linda Girassol!
Você não existe, mesmo! Vou tentar mais uma vez.
Muito obrigada, querida, pelo seu cuidado, atenção, carinho.
Um super abraço e muitos beijinhos.

MRelvas disse...

Querida amiga Leticia,que belo foi você ter encontrado o meu blog http://aromasdeportugal.blogspot.com

O Narciso (Nazinho) é um Comando,como eu.Minha querida,envia os dados dele:companhia,nome completo que eu vou tentar saber junto da associação de Comandos e dentro do fórum dos Comandos de Portugal que eu modero.

Daqui de Braga te envio um grande beijinho e deixo-te com o lema dos Comandos e do teu Nazinho.

"Quem faz do perigo o seu pão
Do sofrimento o seu irmão
E da morte a sua companheira"

"A Sorte Protege os Audazes"

Mama Sumé

Ana Luar disse...

beijo eterno, Leticia


e bom fim de semana......

Leticia Gabian disse...

Querida Ana Luar,
grande beijo pra você e um bom fim de semana, também pra ti.

Leticia Gabian disse...

Mrelvas,
Agradeço, imensamente, a sua iniciativa de copiar a minha postagem no seu blog. Tenho fortes esperanças de que alguém reconheça as fotos.
Mais uma vez, um super obrigado por tudo.
Forte abraço.

Desambientado disse...

Que história triste e bonita ao mesmo tempo.
Essa guerra foi terrível, levava-nos as pessoas de quem gostavamos e por vezes, mesmo aqui em Portugal, deixavamos de ouvir falar nelas...Tive um primo assim.
Na guerra colonial, morria-se por mil e uma razão, nenhuma delas racional.
Espero que consiga ter alguma notícia do seu Nazinho.

pitanga disse...

Oi, Letícia. Sucesso!!!!

beijos

Filipe Freitas disse...

Vinha à procura de novidades... mas está tudo na mesma...
Mas continua com esperança !!!!
Aproveito para te desejar um bom fim de semana.
Beijinhos.

Filipe Freitas disse...

Voltei só para dizer que também sou AQUÁRIO !!!
"Os nativos de Aquário são donos de uma grande inteligência embora muitas vezes esta se revele apenas em campos específicos"...
Será ???
Beijinhos.

Teresa Durães disse...

que estranha história desencantaste... eu sei que era o que se passava mas é estranho reaver... como se não tivessem passado os anos que passaram.

Boa sorte

armando magno disse...

Cara Letícia

Li com emoção incontida a tua história. O modo como descreves o amor ao Comando português Narciso enternece, as lágrimas inundam os olhos perturbando a leitura. És uma alma grande que viveu e ainda vive um amor que não ficou resolvido. Mas sei que és feliz... não tens outro jeito, bonita, vivendo nesse teu mundo de sons tons e paixões, és enorme...és por certo muito amada...pára, olha a tua volta, ouve o susurro dos corações que despertas...
Como Narciso sou Comando e fiz a guerra na 28ª.Companhia de Comandos - Moçambique de 1970 a 1972. Sei do que falas, quando dizes querer apenas saber se o Nazinho está vivo e feliz. O amor verdadeiro não pede nada em troca!

Por isso te digo que não interessa se perdeste ou não a sua identificação. Comandos não existem tantos assim, só 1 por cento das tropas portuguesas o conseguiu ser. Palavras chave: Comando em Angola que acabou a sua guerra em 70 não será dificil de identificar, podes crer.
Como webmaster do site http://www.comandosdeportugal.net (que muito me honraria se um dia o visitasses) tudo farei para o localizar minha amiga. Vamos conseguir.

Estou ouvindo a tua voz fabulosa, você é perfeita mesmo, brazuca danada! Que perígo de mulher! Bom que você está longe!

Quem sabe se um dia você vai cantar uns versinhos sobre os Comandos Portugueses para colocar no meu site!? Será?

Beijo tua mão e bem hajas por teres amado um Comando

Rodolfo N disse...

Que patètica historia!
Ojalàs encuentre un final feliz, como los cuentos de hadas.
Suerte y Cariños

Leticia Gabian disse...

Filipe,
Agradeço seu interesse em acompanhar os acontecimentos. Infelizmente, ainda não há nenhum resultado para a minha busca, mas quem sabe? Tudo ainda pode acontecer.
Então, somos irmãos de signo zodíaco? Dizem que nós, aquarianos, somos temperamentais e difíceis de conviver. Concorda?
Beijinhos pra ti.

Leticia Gabian disse...

Teresa,
Sou uma pessoa intensa, que vive cada momento da vida de forma intensa. A história estava adormecida, suspensa no tempo. Ao rever as fotos, revivi tudo com a mesma intensidade de antes. Some-se a isso o fato de estar me comunicando com inúmeros portuguees e sentir que agora era a hora para uma busca, coisa impossível de acontecer quando era uma menina de 15, 16 anos. O tempo que passou, mais de trinta e poucos, era o que precisava passar.
Acredito na sorte.

Leticia Gabian disse...

Caro Armando Magno,
Mais uma vez venho agradecer pelo interesse em ajudar. Deposito muitas esperanças nessa sua disposição e energia. Obrigada também pelas palavras bonitas dirigidas a mim.
Vamos manter sempre o contato e esperar pelo que vier a acontecer.
Um terno abraço.

Leticia Gabian disse...

Querido Rodolfo,
Obrigada por me desejar sucesso na busca.
Beijo pra ti.

Leticia Gabian disse...

Querido Félix,
É muito bom sentir o apoio de tanta gente boa, que torce por uma busca que venha a ter algum sucesso.
Sinto muito pelo seu primo. Avalio o enorme sofrimento para a família.
As guerras são a materialização da insanidade de alguns poucos homens.
Só nos resta conviver com o que sobra delas e tratar de impedir que novas aconteçam.
Abraço, querido e volte sempre.

Leticia Gabian disse...

Pitanguita,
Bom dia!
Um beijo, querida!

pitanga disse...

Letícia, vai ao Pitanga. Quem bate primeiro?

beijos

victor simoes disse...

Olá, Lecticia.
O nosso amigo e colaborador da "Voz do Povo", Mário Relvas fez-nos chegar a tua mensagem. Vamos colaborar um link para o teu blogue, já está colocado, e colocamos um em apelos patrocinados pela "Voz do Povo", como não tens programada a possibilidar de linkar o post, fizemos novo link para o blogue. Seria mais interessante linkar o post neste caso o apelo manter-se-ia sempre visivel.
Poderás visualizar em:
http://comnexo.blogspot.com

A esperança é a última a morrer e a julgar pela corrente de solidariedade, que vais ter a felicidade de encontra o afilhado de guerra.
Um beijinho de Portugal, até ao Brasil.

Leticia Gabian disse...

Caro Victor,
Mais uma vez, te agradeço pela força e ajuda. Graças a vocês, minhas esperanças estão cada vez maiores. Como você me indicou, enviei mensagem e fotos dele para o mail da "Voz do Povo". Vamos esperar que dê certo.
Sinceros e fortes abraços para você Victor, Mário, Armando e Lourenço.
Vocês já moram no meu coração.

pitanga disse...

Letícia somos uma dupla imbatível.Nada como o bom humor para aparar as arestas.

beijos e o Pitanga é teu

Leticia Gabian disse...

Somos sim, amiga!
O mesmo digo pra você.
Beijos.

poetaeusou disse...

Leticia.
Vamos esquecer a Guerra. Tá ?
VIVA O AMOR.
Amor. Corpos em SINTONIA.
Aliança de Desejos.
Toques Redentores.
Fluxo de Sentimentos.
Avidez, Lingua, Mãos, Entrega.
Climax, Espasmos, Orgasmo.
Sangue Ardente. Instantes Infinitos.
Mutuo Olhar de Mel.
Sublime SINFONIA.
poetaeusou(desvitaminado)

Leticia Gabian disse...

Se o anônimo poeta escreve assim, estando desvitaminado, calculo as pérolas que sairão em momentos de pura vitamina e energia a mil!

Mar e Serra disse...

Quando estudava, tinha uma colega que tinha o namorado no Ultramar.Passava os intervalos a escrever, mandava prendas, fotos etc.
Quando ele veio, soube mais tarde que depois a tinha trocado por outra.
Senti que ele näo foi justo.
Enfim...
Beijinhos

Leticia Gabian disse...

Mar e Serra,
O que me move não é nenhuma pretensão de ordem afetiva. O amor ficou lá atrás. Passou. Quero simplesmente ter notícias, saber se está vivo e bem.
Volte sempre.
Beijinhos

pitanga disse...

Senhoras e senhores!...e a temperatura volta a subir aqui no Som&Tom.

beijos de fim de domingo

Leticia Gabian disse...

Pitanguita,
A temperatura sobe por conta das criações do poetasoueu. Logo ele irá botar fogo na pitangueira. Prepare os baldes dágua.
Beijos

pitanga disse...

...ih, nem vem de escada que o incêndio é no porão!!
Estou indo para a Patagônia ver os pinguins que estão resfriados!!!!!!!!

beijos (seguiu e-mail)

APC disse...

Curioso como, assim que abri o teu blog e vi Nazinho me perguntei: "o que faz um português aqui?" (lol). Não sei porquê, mas não deu para enganar.
Depois, aquela foto!... É foto com cor da guerra; da cor do mato e do camuflado empoeirado, mas também pelo tom meio arroxeado que todas as de então têm. Também tenho dessas, de Moçambique, onde nasci.
Gostei tanto da sua história; aliás, tou gostando da sua história, e cada vez mais de você.
Me desculpa não ter o que te dizer sobre ele. Acredito que se tenham perdido um do outro porque os tempos foram confusos e com o fim da guerra tudo mudou depressa demais e muitos contactos se perderam assim (eu perdi minha ama, que me queria como a uma filha, e que foi depois para o Brasil e nem sei se é viva mais - imagina ela vendo eu agora, se a deixei bebê!...).
Por fim, deixe lhe expressar o quanto de "amorinha doce" tem esse negrinho que teu Nazinho carrega em seus ombros. Terá agora quase 40 anos, já imaginou?
O tempo passa, transforma e esquece. Mas que dizer?... Se o acordaste, se sentes mesmo que queres ir em busca dele, lá terá que ser! Boa sorte, minha amiga!
E um grande abraço! :-)

poetaeusou disse...

SEM FOGO E SEM FUMO.
Eu sei que o amor é fogo e que arde sem se ver.
Mas Leticia não consigo compreender!.
Longe de mim contestar a sua afirmação.
Mas piromaníaco, Leticia, não.
poetaeusou(ofendido hi,hi,hi,)

Bazuco disse...

obrigado amiga por me teres feito relembrar CAZUZA chuac pra ti

MRelvas disse...

Leticia,minha amiga.Não ainda não temos informação do Nazinho,nosso camarada Comando.Mas sabes que estamos a fazer por isso.Minha querida-Recordar é viver...
Linda história que tem apaixonado os corações dos nossos camaradas e amigos!

Mando-te um beijinho muito especial
deste amigo de Portugal

Mário Relvas

poetaeusou disse...

DEIXA PASSAR ESTA !.
Pitanga, porquê a PATAGÓNIA?.
Não receias dos pinguins a Pandemia?
Cuida bem da tua Anatomia.
Defende-te de algum Resfriado.
Mudar do calor para o frio não será
Demasiado ?.
Queres refrescar-te vai por Mim.
Penetras secretamente no teu Jardim.
E, colhes a flôr da flôr, uma BEGÓNIA.
poetaeusou(temperaturalmenteameno)

Leticia Gabian disse...

Querida APC,
Poucos são os que não possuem uma história de saudade ou mal explicada e não acabada. Esta é uma das minhas. Tenho esperanças, mas se der em nada, tocarei em frente guardando as interrogações em algum compartimento do coração.
Também, mais e mais gosto de ti e observo, cada vez mais, a imensa carga lítero-poética que há nessa moça sensível e forte. Eu te admiro muito pelo que escreve e por quem és.
Grande abraço apertado, querida.

Leticia Gabian disse...

Poeta,
Fique ofendido, não, bichinho!
Se o fogo não arde, deixe queimar!
Beijinhos

Leticia Gabian disse...

Caro Bazuco,
Não resisti. Sua postagem me remeteu ao poeta Cazuza.
um beijinho, também pra ti.

Leticia Gabian disse...

Caro amigo Mário,
Sempre agradecida, o mínimo que fiz foi colocar links para os seus importantes sites e blogs que tão bem executam o trabalho junto aos veteranos, suas famílias e os que os buscam, como eu. Vamos manter a esperança.
Beijinhos do Brasil

Leticia Gabian disse...

Pitanguita,
Sua vez.....

pitanga disse...

Bom dia Letícia!! Continuo achando a Patagônia uma ótima saída. Como dizia o leão da montanha,"saída pela direita"!!

viu e-mail?

beijos de Pitanga com juízo

Leticia Gabian disse...

Pitanguita,
Vejo-me na obrigação de fazer eco às palavras do poeta: porque preferir o frio ao calor? Não tenha medo de voltar a sentir aquele calorzinho no coração. Dê uma chance à estação das flores e feche os olhos pra sentir os perfumes que andam à sua volta.
Pense menos. Viva mais.
Life is so short, my dear!

pitanga disse...

Letícia, minha romântica amiga: há minha volta tenho um perfume Aramis Life. Conhece? Pois é...

Quanto ao "short", só uso quando as pernas estão moreninhas...aaaaah
belíssa pra você

Anônimo disse...

Passei e não podia sair sem deixar votos de uma boa semana.
Beijos

Leticia Gabian disse...

Woman's secret,
o mesmo para você e obrigada pela visita.

pitanga disse...

Letícia, vai lá em cima e tira aquele (h) do lado do (a). Será que é o perfume?
beijos

armando magno disse...

Cara amiga Leticia

Fiquei surpreso com os links a sites portugas?! ... aqui em blogue do Brasil ... fico grato pelas tuas palavras e crê que já te vemos como uma de nós
... sem ofensa para si ... apenas uma geito de falar, sabe o tal problema do neurónio, não sabe!


Mais uma vez grato pelo link e
um beijo na tua mão

MRelvas disse...

Minha amiga beijão
para si e para o Brasil!
Te espero um dia em visita a Braga!

Mário

Braga-Portugal

http://aroamsdeportugal.blogspot.com

Leticia Gabian disse...

Caro Armando,
Já sou um pouco uma de vocês, mesmo. Sou bisneta de Portugueses da Cidade de Braga. Sou uma brazuca com um pé em Portugal.
Beijo grande no seu rosto.

Leticia Gabian disse...

Mário,
Quem sabe, um dia acontece de visitar vocês?
Abraço.

APC disse...

(!:-)
Já agora... 'Melhor desfecho para essa tua história dos 15/16 anos do que a minha teve! Lol ;-)

Leticia Gabian disse...

Queria APC,
Que os céus te escutem e os anjos digam amém.
Beijos

Anônimo disse...

Leticia, é uma historia linda de um amor adormecido", mas igual a muitas e muitas que existem. Os anos passaram, sao muitos, (3 decadas a caminhoo de 4) onde se construiram outros amores e familias ao longo deste sono. Por experiencia própria o reencontro é excitante, é fulminante, é magico, é louco...até se fica cego como se nada mais existisse. Depois... bom, depois vem a dura realidade de vidas completamente diferentes em que, quando há uma contradiçao entre o que uma pessoa diz e o que faz, a verdade está sempre no comportamento. Fica atenta se o reencontro acontecer que do lado dele há pela certa algo contruido, mulher, filhos, familia porque aí...tudo se torna insoluvel. Vao surgir a dupla personalidade por causa de relaçoes tripla que te vai afectar por ele ou tu... surge a dificuldade em relacionarem-se com pessoas com gostos e atitudes diferentes porque cada pessoa é uma pessoa diferente. Relaçoes triplas com duas pessoas diferentes implicam alterações de gostos e de personalidades. E... de facto é preciso algum talento para conseguir manter uma relação com duas pessoas ao mesmo tempo...
É assim a vida. Uma vezes ganha-se outras perde-se... só é realmente triste quando nos vemos só a perder.
Depois doi, simplesmente.
A menos que perdure a amizade...mas se houve amor...é inevitavel o que vai acontecer e vai ser mais historia cor de rosa de momentos...

Leticia Gabian disse...

???????????????????????????????????