segunda-feira, setembro 29, 2008

Duas Estações

já antecipo o azul
do frio que me espera





mas, o fogo e o calor
moram em teus braços


só o teu amor me aquece
As fotos são de autoria do meu Zé

sábado, setembro 27, 2008

Os gêmeos

São Cosme e São Damião (do Cristianismo)

Ou

Os Ibejis (do Culto Afro)



Dia 27 de setembro é dia de Caruru!
Quem desejar saber mais, pode visitar: http://www.uniafro.com.br/saocosmeedamiao.htm

terça-feira, setembro 23, 2008

Hoje é o primeiro dia da Primavera



Sol de primavera
Ronaldo Bastos

Quando entrar setembro
E a boa nova andar nos campos
Quero ver brotar o perdão
Onde a gente plantou
Juntos outra vez


Já sonhamos juntos
Semeando as canções ao vento
Quero ver crescer nossa voz
No que falta sonhar

Já choramos muito
Muitos se perderam no caminho

Mesmo assim não custa inventar
Uma nova canção

Que venha nos trazer
Sol de primavera
Abre as janelas do meu peito

A lição sabemos de cor
Só nos resta aprender




No tempo da Primavera
Música e letra de autor desconhecido
Canção popular da Região do Baixo Alentejo

No tempo da Primavera
Há lindas flores no prado
Canta, ó lindo passarinho
Ao nascer do sol doirado

Ao nascer do sol doirado
Ó meu amor, quem me dera
Pisando os mimosos prados
No tempo da Primavera



As fotos são poemas do meu Zé

domingo, setembro 21, 2008

E haja “tapete vermelho”!!!

Inicio esta postagem pedindo licença (e, de certa forma, alguma desculpa) aos meus queridos amigos e amigas e a qualquer pessoa, do outro lado do oceano, os quais não apresentem nenhum traço de xenofobia (mais precisamente, tupiniquimfobia).

De madrugada, mais uma vez com dificuldade pra conciliar o sono, acabei por passar num sítio ao qual tenho evitado ir já há bastante tempo, por razões mais do que óbvias. Por uma dessas “engraçadas” coincidências, encontro postado o seguinte texto:




Lógico que é um texto escrito por pessoa sem o devido conhecimento, mas o fato é que veio servir como pano de fundo para o assunto preferido daqueles que carregam a pecha do preconceito.

Os comentários a seguir versaram sobre as brasileiras, denominadas como “as que andam por aí”. Como subtexto, ouso acrescentar: “as que andam por aí atrás dos nossos namorados, noivos e maridos”. Uma vez que há uma interminável lista de mulheres insatisfeitas com a presença das prostitutas brasileiras em solo lusitano.
Tal insatisfação, por sua vez, não passa (também) de pano de fundo para a xenofobia reinante, mais precisamente, a tupiniquimfobia (termo criado hoje por mim para denominar o ódio, o asco, o medo, a insegurança, enfim, inúmeros sentimentos menores dirigidos aos brasileiros, em geral).

Estas pessoas devem achar que são mágicas ao ponto de conseguirem apagar séculos de história. Então, que direito tem qualquer cidadão português de rechaçar estrangeiros provenientes das ex-colônias de Portugal (Cabo Verde, São Tomé e Príncipe, Guiné-Bissau, Angola, Moçambique, Timor e Macau?). Não dá pra esquecer que foi Portugal que saiu por aí a invadir, saquear, esvaziar outros sítios em nome da Coroa. Do Brasil foram retirados inúmeros carregamentos de Pau-Brasil, sem falar no nosso ouro e outras riquezas. Não dá pra esquecer que foram navios portugueses que transportaram para o Brasil milhões de escravos negros (assim foi introduzida a cor escarlate (de sangue) num país antes cheio de verde e de mar). Não dá pra esquecer que a prostituição começou quando as nossas índias e negras foram obrigadas a se deitar com os portugueses-patrões-feitores-senhores de engenho.

Não me calo e nunca me calarei diante de qualquer situação na qual exista este tipo de preconceito. É inaceitável, é irracional, é algo fruto de uma ignorância bem maior que a daquela pessoa que escreveu esse texto infeliz.


Apesar de tudo, somos um povo hospitaleiro, principalmente (e veja só que ironia!) quando acolhemos portugueses. Somos a mistura de vários povos. Não somos perfeitos... Ai que chatice querer ser assim! Por sorte, não herdamos o temperamento amargo, rancoroso e sofredor do povo português. Por isso, não damos lugar para sentimentos de tal ordem.
Como prova de que não guardo rancores, amo um português, com ele vou casar e viver em Lisboa (até que possamos voltar a viver em minha terra natal Salvador-Bahia- Brasil -América do Sul-Terceiro Mundo... “pois terra mais linda não há”).


O tapete vermelho da foto acima deveria ser estendido quando da chegada, em solo português, de qualquer estrangeiro proveniente dos sítios onde aconteceram atos predatórios por parte do seu povo.


E (agora sendo muito mázinha) muitos daqueles que fazem parte da população masculina portuguesa, certamente, iriam emprestar seus braços para tal empreitada (E com muito gosto).







sábado, setembro 20, 2008

Explicando o 20

Parecia ser mais uma noite igual às de sempre... Fazia a costumeira ronda pela blogosfera até que, entre alguns comentários, me deparei com um rosto para o qual desviei toda a minha atenção. Logo tratei de visitar a página correspondente à foto, a qual chamava-se “Conversas... Ou talvez não”. O conteúdo constava de belíssimas fotos de autoria do dono do blog em questão. Fiquei maravilhada. Fui, literalmente, capturada pelos olhos. Virei refém (e na altura, nem fazia idéia do quanto!).

Comentei lá um post e fui visitada em retribuição (afinal, é assim que costuma funcionar a coisa). Tal visita mexeu muito comigo e deixou “aquele gostinho de quero mais”. Porém, nada aconteceu. Um belo dia (não resistindo ao desejo de fazer o primeiro movimento, decidi bater à sua porta)... A página havia sido removida...
Cheguei a pensar que a história teria um fim bem ali. Mas, bastou só um tempinho e, não sei bem como, entrei num sítio chamado “De Passagem”. Algo ali me pareceu extremamente familiar. Num comentário, perguntei se ele seria quem me parecia ser. A resposta foi afirmativa.

Após este fortuito reencontro, os comentários e as visitas foram se sucedendo, com freqüência cada vez maior. Num impulso, escrevi um mail... E o enviei. A resposta veio rapidinho. Fomos trocando correspondências e, como conseqüência natural, iniciamos o contato via msn.
A curiosidade aumentava progressivamente, em ambos. Fazíamos câmbio das informações pessoais e sentíamos que o interesse mútuo ia crescendo a cada dia. Passamos a nos ver e a conversar pela cam (como a modernidade pode ser fantástica!).
Em muito pouco tempo, a comunicação passou a ser diária e necessária (pra dizer melhor).

É importante contar (coisa que já fiz em post anterior) que adentrei a blogosfera (em maio de 2006) pelas mãos do meu filho Gabriel. Como estudante de jornalismo (na altura), teve como tarefa a criação de um blog (o
http://dendeenoticias.blogspot.com) e deu-me a idéia de criar outro para mim. Em menos de seis meses conheci o meu Zé (apelidado, por mim, de José Maroto por conta do super sorriso que tem o rapaz... E todos hão de concordar comigo, sem dúvida).



Foi assim que tudo começou...



E todo dia vinte comemoramos este presente que a vida nos deu e continua dando.

Feliz dia 20, meu amor!!!!!!!


sexta-feira, setembro 19, 2008

19 de Setembro de 1982

Quanta saudade do Gabriel bebê...

... Do Gabriel menino!













26 anos!!!!!!!

quinta-feira, setembro 18, 2008

Olha só o que eu encontrei na minha Caixinha de Recordações

Minha cadelinha Twiggy....Tanta saudade!


Eu, a "modelo" preferida do meu pai ("O Fotógrafo")






Adorava gargalhar (coisa de que até hoje gosto muito)


E até hoje sou doida por uma rede!






Olha que bem comportadinha.....Pero, nem tanto!
























Uma foto no meu local de trabalho



Tão magrinha que já fui......!
O primeiro "amor"!




Aguardem que tem mais!........


segunda-feira, setembro 15, 2008

Está explicado.....!






Com a boca cheia de balas.... Daí vem a paixão pelos M&M's!
Olha só no que deu!!!!!!!

domingo, setembro 14, 2008

Tanto faz........

Se for menina...






Ou menino....






O que verdadeiramente importa é que esta pessoinha que está pra chegar será acolhida e rodeada por um montão de gente com muito amor pra lhe dar


Vai ser uma misturinha de Luíza e Mário, meus sobrinhos queridos.
ÔBA!!!!!!!
Vou ser Ti-Vó mais uma vez!!!!!!!!!!!!!
(E o meu Zé vai ser Ti-Vô pela segunda vez)



segunda-feira, setembro 08, 2008

sexta-feira, setembro 05, 2008

Foto da net

Na dinâmica da natureza, o sol tece cada amanhecer...

Na dinâmica da minha vida, a correria é para tecer o meu amanhã do outro lado do oceano.

Perdoem a falta de tempo.....!

Afastamento não é esquecimento... Aos pouquinhos, retomo as visitas aos blogs amigos.

Abrações e beijos