segunda-feira, maio 10, 2010

E o inimaginável acontece...

No dia seguinte à passagem da minha mãe para o lado misterioso da vida, eis que acontece o mesmo ao meu querido sogro e pai amado do meu Zé.



Apesar da imensa sensação de irrealidade, um consegue dar força ao outro e juntos conseguimos atravessar esse mar tão intensamente revolto. 

6 comentários:

Liana Barros disse...

É quase inacreditável e muito doloroso, mas se é que se pode tirar um lado bom disso, é que vocês estarão juntos nessa fase tão complicada, se apoiano mutuamente, crescendo juntos.
Um abraço forte em Zé por mim e por Nelson.
Beijos pra vc.

Leticia Gabian disse...

Pois é, Liana, a gente cresce com o sofrimento e vai aprendendo a lidar com as surpresas da vida.
Parece que fui capaz de esquecer um pouco da minha dor, pra estar mais firme ao lado de Zé.
Não está sendo fácil, mas vamos em frente.

Beijos e abraços pra vocẽ, Nelsinho e Neneco

Maria disse...

Parece que eles decidiram viajar juntos para o infinito.
Sei que tu e o meu cunhado estão muito mais unidos (se é que é possível) hoje, depois de dias conturbados.

Até já, que vou de saída para aí.

Beijos AICeT

Leticia Gabian disse...

É mesmo, Maroca! Combinaram a viagem...Tomaram o mesmo trenzinho caipira com destino a um lugar chamado PRA SEMPRE.

O teu cunhado e eu estamos mais que unidos. Estamos misturados.

Boa viagem até cá!
Beijão, AICeT

carolmulek disse...

Nos despedir de quem a gente gosta é sempre difícil, ainda mais quando essa despedida é por um tempo indeterminado. Por mais difícil que seja pra nós, a vida deles continua.
Bom Le, mando daqui de Curitiba todo meu carinho pra vocês, que o tempo troque a tristeza por uma feliz e imensa saudade.
BEIJOS ENORMES no seu coração.

Leticia Gabian disse...

Minha filha de olho azul,

É um momento cheio de dualidades, pois há a saudade imensa, a dor e há, também, o alívio por sabermos que o sofrimento deles acabou.

Beijos meus e de Zé no seu coraçãozinho lindo