domingo, setembro 19, 2010

28 anos


Encontros, desencontros, cuidados, prazeres, gargalhadas, brincadeiras, ausências, palavras duras, raivas incontidas, ... Em que gaveta estarão guardados os carinhos, os abraços, os laços, os beijos de filho?


Tanto para lembrar, 
muito sobre o que refletir.

Um beijo grande, Gabriel!
 

6 comentários:

Maria disse...

Não pude deixar de sorrir com as carinhas do Gabi quando era pequenininho... O olhar dele diz tudo...

Beijo grande de parabéns ao Gabriel.

Beijão enorme para ti, AIC+T
Até já...

Pitanga Doce disse...

Bota aí nessa gaveta a vontade de começar tudo de novo e fazer diferente, mas não ia mudar. Sempre fazemos o que há de melhor e com um amor infinito.

beijos Gabriel (gajo jeitoso, hein? hehehe

Jana disse...

Com todo o respeito da frase....
Mas: ...." sogrinhaaaaaaaaaaaaaaa"
rsrsrsrssrsrsr

parabéns....

Beijos

Nova seguidora

zmsantos disse...

Parabéns ao maior torcedor, não só de bola mas sobretudo da vida.

Abração amigo Gabriel!

Liana Barros disse...

As relações são mesmo um mistério. Mesmo que estejamos dando o máximo de nós, as vezes parece insuficiente.

Como alguém de fora, mas não tão de fora assim, devo dizer que sempre achei que você foi uma mãe na medida: deu tudo que pôde, deu de si (o mais importante) e também soube impor limites quando necessário. Procurem aparar arestas quando for preciso, mas não carregue culpa alguma com você!
E será mesmo que existe algum (a) culpado (a)?

Só nós mães sabemos a complexidade desse nosso papel- e olhe que ainda nem cheguei perto do onde você já está.

Um beijo grande!

Leticia Gabian disse...

Um beijo em cada um que por aqui passou