domingo, julho 29, 2007

A lua e a canção


PAUTA
Eu queria fazer um poema
Assim, métrico,
Tenso, como um fio elétrico
Para que todas as manhãs
Os pássaros viessem pousar e cantar.
Eu queria fazer uma música
Na pauta tensa da rua,
Para todas as noites, a lua,
Tocar nela e rebrilhar.

Naeno Rocha


A foto-poema é do meu Zé

16 comentários:

Maria disse...

Oi Amiga

Eu vi esta lua mais ou menos assim, ontem...
Estava linda, cheia, cheia mesmo, de amor...
O post está lindo, com as palavras a que o Naeno já nos habituou...

Beijão enorme

P.S. Hoje tenho aqui 40º. Queres?
Está "muito quentinho"....

Outro beijo

Leticia Gabian disse...

Maroca,
Isso é que é lua, né não? Linda de morrer!
Gostei dessa "pauta" do Naeno. Mas, ele me saiu com uma que quero que leia. Vai no post dele, sobre Bossa Nova, no http://www.lusoprosecontras.blogspot.com/

Então está "quentinho" por aí? Aiaiaiaiai!

Beijão, amiga

Fernando Pinto disse...

Espero que j� estejas melhor do joelho! A foto � muito linda... � como a tua voz de ave!

Beijinhos do Fernando Manuel

Entre linhas... disse...

Uma pauta ao som da lua desfrutando o seu brilho.
Bjs Zita

triliti star disse...

So para desejar que este luar traga as melhoras a sua perna.
Melhor semana

tolilo disse...

A KISS

PINK


TO YOU !

Leticia Gabian disse...

Fernando,
Estou melhorando a cada dia.
A foto é mesmo linda.
Obrigada por gostar da minha voz.
Beijinhos

Leticia Gabian disse...

Zita,
Muitos beijinhos pra ti

Leticia Gabian disse...

Triliti,
Com um desejo assim, fico boa logo.
Uma ótima semana, também pra ti.
Beijinhos

Leticia Gabian disse...

Tolilo,
Obrigada pela visita.
Beijinhos

Pitanga disse...

Ainda vim a tempo de uma Lua.

Naeno disse...

Eu te amo, e não adianta. Não Nega falando sério eu tenho apanhado muito ultimamente, já chorei, já me desesperei, dá-me um beijo, é disso que preciso. Vens no poemúsica rever minhas poesias.
Te amo. Tu entendestes, eu sou um alucinado por bossa nova, mas ninguém mais teve talento de fazer novas canções, e os que fizeram se acomodaram pelos direitos autorais que recebem que são bem significantes.

Saudade palavra triste
em perfumados lençóis,
ter saudade é ser proibido
de escutar a tua voz
e nem ver o paraíso
que já reinou entre nós.

Por favor só me ama, como um filho de Deus. Se tu fores no Luso, lá mesmo onde escrevestes tem um comentário excluído não por mim, e seque mais umas três postagens minhas todas estão assim. Quem vai lá fazer isso comigo. Eu só matei formigas, e aquelas condenadas por Deus, sem ver, pisei.

Um beijo minha querida baina.
Qualquer hora te mando por e mail umas músicas minha par tu apreciares.
Naeno

Naeno disse...

Vês o meu azar eu ia escrever: Não Nêga, falando sério....
e tu vistes o que saiu.

Um beijo
Naeno

Leticia Gabian disse...

Naeno,
Tudo bem.
Fica em paz, compondo as tuas músicas. Tá tudo bem. Quando der, vou lá pra ler os teus poemas.
Beijinhos

O Sibarita disse...

Oi minha Cumadi! kkkk

Me faça uma abafabanca de abacate viu? kkkkkk Sei não... kkkkk

É a lua dos namorados!

bjs
O Sibarita

Leticia Gabian disse...

Cumpadi já fez a radiografia, né?
Só um abafabanca de jiló.
Beijão